sexta-feira, 10 de julho de 2015

Duas Vidas


A novela Sete Vidas acabou hoje e vai deixar saudades. Sem dúvida um dos textos mais deliciosos, inteligentes, e sensíveis da teledramaturgia brasileira recente. Foi particularmente interessante o desfecho dos dois amigos de meia idade que até então eram heterossexuais casados, mas que descobriram uma afinidade enorme que se transformou em amor no decorrer da trama. No último capítulo, os dois, já separados de suas esposas, se encontram para uma conversa de amigos e combinam um cinema. A cena pode ser vista aqui.

A última cena, que infelizmente não foi disponibilizada em vídeo, mostra os dois no cinema, assistindo a um filme mudo de Charlie Chaplin. Lentamente um amigo toca de leve a mão do outro, e ao tentar retirar a mão é brecado pelo outro, que segura a mão mais fortemente. Os dois se entreolham discretamente, e continuam a assistir ao filme de mãos dadas. Uma cena sem palavras, de uma beleza intensa, e de uma sutilidade imensurável.


6 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Não acompanhei, mas a cena no vídeo ficou linda ...

Júlio Paiva disse...

Boa, também não acompanhei a novela, mas o texto ficou lindo.

Anônimo disse...

Eu não acompanhei a novela mas assisti está cena e percebi algo sim entre os dois, inclusive hj eu estava almoçando com meu namorado e ao lado da mesa vi um homem maduro cabelos cinza bonito ele, estava acompanhado com um garoto forte, meu namorado disse depois para mim que eram um casal eu até senti isso, mas pensei ah é tio e sobrinho ou pai e filho, mas sinceramente senti que era algo a mais!

Jorge Gomes disse...

Foi de grande beleza e me emocionei também.
Um beijo ,seu lindo!

Anônimo disse...

Eu quero acompanhar a nova novela das 18 ela terá um fundo espiritualista e promete ter boa audiência.

TONY GOES disse...

Fernando Eiras. I did.