terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Pai

Meu pai era um homem extremamente comum, destes que passariam facilmente despercebidos no meio de um grupo de pessoas. Não foi um super-homem, um mártir, ou uma sumidade - graças a Deus! Deve ser horrível conviver com um monstro sagrado.

Ele tinha um senso de humor incrível, sempre foi muito brincalhão, e antes de a idade torná-lo frágil ele tinha uma animação contagiante. As pessoas sempre esperavam que ele cantasse nas festas, e ele adorava cantar em público. E cantava muito bem. E contava piadas.

Apoiava a família em tudo, sentia grande orgulho de todos nós, e tinha um respeito enorme por nossas decisões. Jamais ouvi dele uma única palavra ou gesto de desaprovação em relação às nossas escolhas - seu apoio sempre foi irrestrito.

A fragilidade trazida pelo peso dos anos o fez mais introspectivo, mas ele nunca perdeu o bom humor. Tornou-se mais meigo, afável, até suave. Saíamos para tomar café, sentar a uma mesa à tarde e ver a população passar, ver o movimento, e eu gostava muito da companhia dele. Ele adorava pastel de carne, empadinhas, doce de leite, e chocolate.

No último sábado ele levantou-se da cadeira, caminhou até o quarto, e caiu morto antes de alcançar a cama. Meu pai tinha 84 anos e deixa uma saudade imensa.

24 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Querido amigo! Dizer o que nesta hora né? Apenas q sinto muito e q empresto a minha amizade em solidariedade ... Sei bem o carinho com q vc o tratava através de seu Face ... Fica a saudade e sentimento de q vc foi um ótimo filho ... Perdi meu pai tb neste período do ano ... dia 31/12 ... este Natal é o segundo sem a Mamys ... sei o q é tudo isto ...

Meu carinho para vc querido ...

Beijão

Cassio² disse...

Luciano,

Passei por isso há pouco mais de um ano. não há muito o que dizer.
O tempo conforta, a saudade fica...
meus sinceros sentimentos a vc e sua familia.

Oliveira Santos disse...

Luciano, um abraço fraterno para você.

Anônimo disse...

Bah Luciano... Minha solidariedade para você neste momento.
Não vou me estender no comentário, apenas dizer que agradeço seu pai, pois talvez ele não soubesse mas trazer ao mundo alguém que influencia tão positivamente a vida de tanta gente por si é um ato de heroísmo. No meu caso, suas palavras Luciano foram fundamentais para o resgate da minha autoestima e esperança. Que teu pai descanse em paz e que você supere este momento com serenidadde.
Abraço!

Margot disse...

Luciano....nao temos o que dizer ou fazer. Sinto falta de minha mae todos os dias e ainda acordo a noite preocupada com ela.
Viva seu luto, sinta a falta, mas nao lamente. Por mais doloroso que seja, conforte-se com as doces lembranças que tem dele, e tenho certeza....sao inumeras.
Fique em paz.
Abraço com carinho.

Anônimo disse...

Meus pêsames, Luciano!
Assim, ficamos sabendo um dos principais motivos de vc ser esse cara tão bacana!
Um grande abraço,
Do seu leitor anônimo de Salvador/BA

Lucas T. disse...

Meus pêsames, Luciano. Grande abraço!

Nelson disse...

Meus sentimentos. Forte abraço.

Anônimo disse...

Luciano, que o seu coracao se encha de boas memorias como as que vc partilhou no post!!!! E celebre sempre a alegria que foi te lo em sua vida !

Silvio

Anônimo disse...

caro Luciano, vai aqui minha solidariedade e um abraço de conforto nesse seu momento. seja forte e que a saudade dele se transforme em lembranças confortantes. abçs. de São Carlos-SP

Anônimo disse...

Cruze o período dorido de inclusão dessa ausência em sua vida e rotinas certo de que, aos poucos, as boas lembranças ganharão espaço e se tornarão uma agradável companhia. E, no caso de seu pai, parece que serão muitas.
Um abraço Claudio

CriCo disse...

Meus sentimentos. Sei bem como é isso, ainda mais quando se perde alguém muito querido nessa época do ano...

Lauro Raphael disse...

Luciano, sinto muito pelo falecimento do seu pai. Espero que as boas lembranças e o amor sejam capazes de amenizar a dor e eternizá-lo em seu coração.
'O Amor está acima de tudo'.

Lau

Marcos Rocha disse...

Querido Luciano,
Somos frutos do meio em que vivemos, então, nada mais posso pensar senão que vc é a colheita da semeadura feita por seu pai e sua mãe. Continue com essa lucidez encantadora e siga adiante, colocando em prática todos os valores deixados por seu estimado pai. Estamos com vc neste momento...

Anônimo disse...

Meus sentimentos, Luciano.
Esperamos que vc possa atravessar essa fase com serenidade. Forte abraço.
Rodrigo

Jota Farr disse...

Meus sentimentos!

Marcos Campos disse...

Força Luciano! Acho que não cabe outra palavra no momento.
Pessoas assim sempre farão falta, mas são os ciclos.
Gde abraço, fique bem.

Anônimo disse...

Muita força, meu caro. Perdi o meu super paizão em maio deste ano (de uma hora para outra) e fiquei sem chão. Aos poucos as coisas voltam ao normal, com a saudade pungente, é claro. Mas o que se sabe é que nada será como antes, amanhã... Abraço.

Anônimo disse...

Meus pêsames pela sua perda.
Força neste momento difícil.
Abraço.

Daniel disse...

Meus sentimentos.
Aos poucos eu também vou aprendendo a ver meus pais como pessoas frágeis, e não mais como os super-heróis que eu sempre fantasiei.
Força pra você e sua família.

Anônimo disse...

melhoras pra Vc que faz um blog tão interessante e que Eu acompanho quase sempre. tenha sempre boas lembranças do seu Pai.

http://grooveshark.com/s/Every+Time+We+Say+Goodbye/lzqU0?src=5

Julio Paiva disse...

Pois é amigo, no ano que se passou perdi minha mãe, agora mesmo peguei coisas dela e coloquei na frente de casa para alguém levar, era assim que ela fazia quando não queria mais, tenho um longo caminho, eu e os figos ainda verdes que ela plantara, eu e as bananeiras que já cortei, mas insistem em nascer mais uma vez, eu e o jardim que um dia fora dela, mas agora será minha a vez, então que Deus tenha seu pai e minha mãe no céu em paz, abraços.

Gui disse...

Meus pêsames, Lu. :(

Gui disse...

Meus pêsames, Lu. Sei o que você está passando e não é fácil. Toda força do mundo.