quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Um monte de papeizinhos

Uma vez eu estava esperando um vôo no aeroporto do Rio e a Regina Dourado se sentou em um banco do meu lado. Abriu a bolsa e tirou um monte de papeizinhos amarrados por um elástico, manuseou todos até encontrar a anotação que procurava, e voltou a prender todos com o elástico de novo. Na época ela fazia aquela novela em que aparecia gritando "Salgadinho!!!" para chamar o marido, e eu já gostava dela. Fiquei um tempo pensando naquilo - na quantidade de papeizinhos que a gente junta a vida toda.

Hoje fiquei muito triste de saber que ela está internada já inconsciente e sem esperanças. Fico um pouco assustado de constatar como a incidência de câncer tem aumentado vertiginosamente nos dias atuais, e quanta gente ainda jovem está passando por este calvário.

7 comentários:

Margot disse...

O câncer tem sido uma praga. De todos os tipos e em qualquer pessoa. Infelizmente. ainda não tem cura. Mas terá...um dia.
abraços

Oliveira Santos disse...

Também fiquei muito triste com esta notícia, me deparei ontem com esta triste notícia, e que fim triste para uma atriz que sempre fez papeis interessantes e leves, lembro-me desta personagem quando dizia: "salgadinho" muito divertida a personagem, gostaria também mesmo de ter encontrado esta atriz no aeroporto, e ela tinha uma rizada muito contagiante. O que nos resta é orar para ela e família e que não fique sofrendo muito por aqui, pois a realidade o qual ela se encontra é muito sofrimento. Lamentável. Juntamos muitas coisas inúteis e só com o tempo é que nos damos conta disso, quanto ao câncer é algo que está tendo e surgindo mesmo, também com esta vida doida dos dias atuais, repleta de angústia e sofrimento para todos e de todas as classes sociais!!!!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

#triste ...

Lucas T. disse...

A cura para o câncer é acabar com os agrotóxicos, transgênicos, hormônios e forno microondas. Parece simples mas numa indústria onde químicos e especuladores cuidam da nossa comida é quase impossível.

Anônimo disse...

Que triste coincidência Luciano. Me peguei pensando nela hoje. A novela a qual você se refere é 'Explode Coração' e que o Vídeo Show há duas semanas vem mostrando trechos. Ela fazia uma personagem que vivia reclamando do filho que passava o tempo todo navegando na Internet que naquela época, além de discada estava engatinhando aqui no Brasil.
E olha só como é a vida. Muitos papeizinhos depois via Internet eu fico sabendo dessa notícia. Há muito não ouvia falar dela. Que pena. Só nos resta rezar por ela...

Anônimo disse...

Triste tb pelo falecimento do Tatata Pimentel :(

Anônimo disse...

Morreu!