sexta-feira, 10 de abril de 2015

Pausa

Senta que o assunto é sério: andropausa. Sim, para todo homem normal chega uma hora na vida em que ele não sente mais vontade de fazer sexo cinco vezes por dia.

Eu estou passando para a segunda metade da década dos cinquenta anos e sinto os efeitos da andropausa em praticamente tudo que faço. Dificuldade para criar músculos, facilidade para engordar, diminuição da libido, fadiga, dificuldade para concentrar, ereções menos firmes, calores, diminuição de desejo sexual. Eu mencionei diminuição do interesse por sexo?

Neste mundo de cobranças de juventude eterna, e principalmente no ambiente gay de valorização exacerbada do vigor físico jovem, envelhecer pode se tornar um pesadelo pirante. Eu, felizmente, consigo me apoiar na premissa que envelhecer é um privilégio, e toda vez que sinto algum sintoma da idade me lembro dos amigos que morreram jovens e não puderam chegar até aqui.

Aliás, gostei muito daquela entrevista da Elke Maravilha à revista Sexy no ano passado. Tem mais ensinamento prático ali do que em muitos compêndios de psicologia. Tudo tem seu tempo e o certo é aproveitar as coisas ao máximo na sua hora certa. Gostaria de poder chegar com boa saúde aos noventa anos, mas nunca tive mesmo a intenção de ser um velho de noventa anos tarado.

6 comentários:

Gera Souza disse...

Ahhhhh meu amigo esse é um dos temas tabus, que poucos tem coragem de tocar.
E o pior que isso não é uma exclusividade dos "gays".
TODOS passaremos um dia por esta "FASE"!
No meu caso, te confesso que foi e está sendo difícil de digerir. Aos 54 anos estou nesta entressafra!
Fazer o que né?
Nesta horas o velho ditado se faz presente: relaxa e goza!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Luciano disse...

@Gera Souza:
Já é um alívio saber que não estamos sozinhos.

Margot disse...

Voces definitivamente não estão sozinhos.... olha eu aqui pra provar!!!
50tinha chegou e com ele meus pés parecem estar constantemente no inferno, bem como a parte superior do corpo...affffeee. Sexo???? o que é isso??
Rapazes a barra pesa e não é rápida. Pelo que já me contaram...dura anos!!!

Mas, vamos em frente... usar a cabeça agora, porque o corpo, não tá querendo muita coisa não!! kkk

Abraços

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Não estamos só mesmo [a cada dia chega mais um para o grupo, isto é inevitável] e eu sempre soube lidar, muito bem, com tudo isto ...

Beijão

Anônimo disse...

Então eu tenho 43 anos meu namorado tem 54 anos mas não parece, ele se cuida o corpo dele ajuda, mas confesso que tenho mais fogo que ele rsrsrs, mas ele é animado nada a reclamar.

Homem, Homossexual e Pai disse...

Excelente texto! parabens! o tema do envelhecimento assusta mesmo, a queda da libido e as incapacidades acabam chateando muito, frustrando... é legal que se fale disto, que se retire o veu do tabu do assunto! envelhecer é uma arte, e como toda arte temos que aprender e nos aperfeiçoar o tempo todo! abraços