quarta-feira, 23 de outubro de 2013

A vida real

Fiquei triste de saber que a Grazi e o Cauã Reymond estão se separando e que a briga parece ser dolorida, com lances de traição e outros detalhes sórdidos que as revistas de fofoca vão adorar explorar. Revelada em uma edição do Big Brother Brasil (a mesma que nos deu Jean Wyllys) Grazi era um dos melhores exemplos atuais de Cinderela - a moça pobre, trabalhadora, que dá duro e vence na vida para finalmente casar com o príncipe encantado - tudo isso desenrolando na frente dos nossos olhos.

Espero que eles consigam um mínimo de privacidade para poder atravessar tudo isso se machucando o menos possível - um desejo quase irrealizável no mundo atual em que a vida privada das celebridades é praticamente transformada em um reality show. Cauã e Grazi eram o Tarcísio e Glória da nova geração.

8 comentários:

Anônimo disse...

Ówwwwn, que fofo!

ER disse...

Segundo fofocas de bastidores o casamento ja tinha acabado ha alguns meses, mas eles permaneceram juntos devido a contratos comerciais.
Eles realmente eram o "casal de margarina" mais valioso da publicidade brasileira.
Comenta-se tambem que o casamento faliu devido a sindrome de Peter Pan de Caua Raymond.
Essas historia deve render muito ainda para as revistas de fofocas. Ja pensou voce ficar por meses fingindo ter o casamento perfeito somente por obrigacoes contratuais. Chato mesmo!

Daniel disse...

concordo na comparação com o Tarcísio. Acho os 2 canastríssimos.

Anônimo disse...

Difícil exigir privacidade quando sua vida privada é uma commodity.
Exemplo oposto é Tony Ramos, um dos maiores atores brasileiros. Discretíssimo sobre sua vida pessoal, ele é, consequentemente, comentado pelas revistas apenas pelos trabalhos que faz. Eu o admiro há muito tempo e nunca vi sua casa, nem sei se tem filhos ou esposa. Ele não os expõe em troca de notoriedade, seu trabalho já é digno de nota.
A postura de uma celebridade determina qual tratamento ela vai receber da mídia.

Renan disse...

Cinderela perdeu o Príncipe.

Mas como ter privacidade se o início da vida artística ( sic ) da moça foi nos BBB da vida ?

Seria paradoxal esperar alguma privacidade .

E como diria Reipert : MAIS UMA DO MUNDO PANTANOSO DOS FAMOSOS.

Nelson disse...

Também acho - mas no caso do casal mais experiente, acho ela menos pior, enquanto no casal jovem ele engana melhor que ela.

E se usavam o casamento pra ganhar dinheiro com comerciais e eventos, não dá pra pedir tanta privacidade agora. As pessoas compraram a imagem que eles venderam, e agora querem saber qual foi o defeito que deu no produto que compraram.

Anônimo disse...

O casal era fofo, lindos e com rostos bem brasileiros, traços graúdos denotando mistura de raças.
Apesar da origem BBB e Playboy - preconceito! - ela se firmou como atriz em treinamento, reconhecida como esforçada. Ele também cresceu como ator, participando de projetos variados no cinema e TV.
A comparação com Tarcísio e Glória é boa, pois os casais eram muito admirados e foram salvos pela Globo de chafurdar em teatro experimental desvairado.

Oliveira Santos disse...

Chato mesmo, nem fama nem dinheiro é garantia de felicidade, Tony Ramos no seu modo de agir como outros das antigas é que estão certos em não expor nada de suas vidas pessoais, bem, que ambos possam seguir suas vidas.