segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Orai por nós

Quem procurou o cartório de registro civil da prefeitura de San Francisco na terça-feira da semana passada teve uma surpresa: uma manifestação a favor da igualdade no casamento impedia o acesso à sala do oficial de registros. Mas a surpresa maior era constatar que a manifestação era feita por padres e reverendos de várias denominações religiosas que têm repetido o ato todo ano no dia em que se celebra o Valentine's Day, uma espécie de dia dos namorados nos Estados Unidos.

O New York Times destacou nesta semana esta luta silenciosa que tem acontecido dentro das igrejas: a batalha de pastores protestantes liberais pela ordenação e pela celebração do casamento de homossexuais. Pode parecer um contrassenso, mas não é. Ao contrário das igrejas cristãs evangélicas, as várias denominações protestantes não fazem uma leitura literal da bíblia e não se baseiam em uma relação pessoal do fiel com Jesus, permitindo uma melhor adequação de seus ensinamentos com o mundo real e atual.

Muitas destas igrejas já conseguiram grandes vitórias, e padres homossexuais assumidos já estão sendo ordenados. Algumas igrejas já celebram casamentos de casais homossexuais. Enquanto isto, outras igrejas continuam usando a leitura literal da bíblia como desculpa para disseminar o ódio e a discórdia.

3 comentários:

Cláudio Luiz disse...

o que precisa é este outro ponto de vita, esta luta, vir mais a público. Ser mais divulgada. Como isto - o seu post.

Cara Comum disse...

Bom, qualquer manifestação em favor de direitos LGBTs acho que é positiva.

Abraços!!

railer disse...

que bom que algumas igrejas evoluem.