quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Sindrome de Laurinha Figueiroa

Muito chocante este desastre de trem em Buenos Aires ontem. Quando de minha última viagem à Argentina, há 3 meses, comentamos várias vezes de como era cada vez mais evidente a Síndrome de Laurinha Figueiroa em todo lugar da cidade. Para quem não se lembra, Laurinha Figueiroa era a personagem de Glória Menezes na novela Rainha da Sucata (1990) de Silvio de Abreu. Laurinha Figueiroa era de família paulistana quatrocentona que perdera tudo menos a pose, e vivia em uma mansão onde não tinha dinheiro nem para pagar a conta de luz.

A Argentina tem um sistema lindíssimo de trens, metrôs, estações, e prédios públicos construídos à imagem e semelhança de sistemas europeus. Mas, em épocas de vacas magras, manter tudo isto acaba se tornando um fardo pesado demais. Eu usei trens e metrôs em Buenos Aires com bastante frequência e a falta de manutenção salta aos olhos. São portas que não fecham, estruturas carcomidas pela ação do tempo e muitos solavancos não programados. É muito triste ver tudo isto caindo aos pedaços em uma cidade tão bonita. E o pior é antever que este mal deve acometer muitos países europeus novos-pobres que têm conjuntos arquitetônicos e históricos valiosíssimos que demandam manutenção de alto custo - na hora de apertar o cinto estão entre as primeiras despesas a ser cortadas.

Nesta história toda o Brasil acabou se tornando a
 Maria do Carmopersonagem de Regina Duarte. Sem classe, sem tradição, sem pose, mas com dinheiro no bolso e as contas em dia. 

10 comentários:

CriCo disse...

Nossa, desenterrou essa hein? Eu lembro desse lance de "coisas de Laurinha"... hehehe

Daniel disse...

Eu peguei o trem urbano deles ano passado também. Me deu uma sensação de SuperVia carioca... E eu não ando de trem nem aqui.

Jota Farr disse...

Analogia perfeita!

Renato disse...

Quero só ver quando as contas do Brasil explodirem também. A Copa do Mundo e as Olimpíadas do Rio deixarão uma conta pesada demais. Espero estar enganado...

Aldo disse...

Olá, Luciano!

Bom, eu não sei qual foi sua intenção ao escrever esse texto, mas eu como leitor diário do seu blog, posso dizer que pra mim soou um pouco irônico. Espero que eu esteja enganado.

Comparar uma tragédia dessas gravidade a personagens de novelas, é no mínimo estranho.

Eu não gostei da forma como vc descreveu o texto, uma crítica ao governo argentino, talvez?. Bom, se for assim, o Brasil, A Venezuela, A Colômbia, a Bolívia, o Paraguai, A America do sul vive sob máscaras, o governo tá sempre mentindo sobre a realidade das coisas. Acidentes acontecem em qualquer lugar deste planeta. E aqui no Brasil se lembra de um acidente de bondinho que ocorreu no Rio.
Bom, mas não fique com raiva de mim, eu apenas tô dizendo o que achei do texto, não vou deixar de ler seu blog por causa de unicamente um texto ruim. Você é gay e eu também sou, vc é minha referência. 99% dos posts são bons e leio todos. Eu ainda gosto de você e o do seu blog, mas não seja tão irônico da próxima vez, quando se tratar de uma tragédia.

Fique a vontade para responder-me.

Abraço!

Luciano disse...

@Aldo:
Nāo estou tentando ser irônico nem engraçado; o texto é sėrio. É muito comum em psicanálise dar nomes de personagens conhecidos às síndromes, só usei de analogia.
Um abraço,
**

Alvaro.BH disse...

Moro aqui e pelo que li esses trens sao dos anos 60 ou 70, e foram importados do Japao. Esses dias peguei a linha E e estava escrito em japones,penso.O metro e a linha ferroviaria de Bs As eh velha e meio que ultimamente evito andar de metro. Esses dias estava esperando na linha A, a mais velha de todas e que eh mantida como antiga por ser algo turistico, e o trem passou direto! Nao parou!!!Nao ando mais de metro, somento quando eh algo emergencial porque sai mais rapido que taxi ou colectivo.Sai mais vantagem pegar as bicicletas! E concordo com a analogia feita!Essa coisa de acidente acontece em qualquer lugar eh estupidez!!! Aqui a algum tempo o sistema ja vem apresentando falha e o governo fica calado, a populacao fica revoltada e inclusive queimando dois vagoes e governo calado, canal de tv mostrando o pessimo estado e o governo calado, o secretario de transporte falando que teve essa dimensao pq nao era feriado(como foi no dia anterior.E vai assim.Calado!O governo calado...Meus amigos argentinos falam que esta mais para Venezuela!E esta!Estranho eh voce querer comprar essa tragedia com a do bondinho!Aqui o governo nao mente! Ignora os fatos e acusa a oposicao de mentir! Imagina sair dados que juiz do STF tem ligacao com prostitutas de luxo e apartamentos que usavam e nao dar em nada ou a irma do Nestor que eh ministra do desenvolvimento social; ela quem deu as explicacoes sobre o acidente!! Mascara foi um canal dizer que ja tinham encontrado algumas pessoas e em outros canais familiares chorando desesperados.PS:1)Peco desculpas, mas esse acidente me deixou puto; assim como em mta gente que ja vem crescendo a decepcao com o governo. Os K e seus defensores usam o argumento do Aldo, que eh responsabilidade da empresa que nao investe e que foi privatizada de qulauqer forma ou como diz o secretario de transporte: "costume argentino e ficar nos primeiros vagoes para sair mais rapido"!! 2)Faz alguns dias recebi meu notebook e o configuraram para espanhol e nao sei aonde estao as pontuacoes.kkk

Cara Comum disse...

Tô com o Renato...

Cláudio Luiz disse...

no metrô aqui do Rio, que não é tão antigo e tem um preço de passagem absurdo, não demora muito acontecer um desastre de grandes proporções.

Anônimo disse...

Concordo com o Renato, e quanto ao texto não vi nada demais, acertou em cheio, a verdade é que o Brasil arrecada bilhões e temos de retorno serviços maquiados de País Africano lá nem é maquiado, quando o Brasil acordar do tamanho do estrago que este partideco que assumiu o poder por aqui aí será tarde, os bastidores são negros e obscuros deste governo e o povo iludido. Só uma guerra, uma calamidade ou um atentado para tirar esse lixo do poder.