domingo, 17 de maio de 2015

Mad Max: Estrada da Fúria

A história de heróis anônimos que libertam um povo de um tirano opressor já foi contada milhares de vezes. Nesta volta da franquia Mad Max, trinta anos depois do último filme, a história é recontada em ritmo vertiginoso, alta octanagem, efeitos especiais de encher a tela, muita testosterona, violência à enésima potência, muita poeira, ritmo frenético - tudo isso junto e misturado e servido com dois ovos fritos em cima.

A experiência proporcionada pelo diretor George Miller pode ser comparada a uma viagem lisérgica por uma montanha russa descontrolada em alta velocidade ligada em loop infinito. Só para os de coração forte.

2 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Not not not! Não faz meu gênero ... rs

Anônimo disse...

Nem faz meu estilo muito barulho ainda mais no cinema som alto e imagem ampliada tô fora!