quarta-feira, 7 de março de 2012

Cruz credo!

É acertadíssima a decisão de hoje do Tribunal de Justiça do Rio Grande Sul de mandar retirar todos os crucifixos dos prédios da justiça estadual. Os que reclamaram da decisão deveriam parar para pensar como se sentiriam se os crucifixos fossem substituídos por símbolos da umbanda; às vezes é importante estar na pele do outro para entender o problema.

Por outro lado, acho que os magistrados estão também querendo mandar uma mensagem aos poderes legislativo e executivo. A imiscuição da religião nos vários níveis legislativos no Brasil atingiu níveis insuportáveis para um estado laico. Vocês sabiam que em Ilhéus, na Bahia, foi aprovada e já está em vigor a lei criada por um vereador evangélico que obriga que o Pai Nosso seja rezado sempre antes do início de qualquer aula na cidade? E que na posse do ministro Crivella o discurso foi religioso com a plateia respondendo "Glória a Deus!" após cada enunciado do empossado? Neste passo, em menos de dez anos estaremos vivendo em uma teocracia.

E não existe juiz religioso fundamentalista? Claro que sim, mas a classe tenta cortar as asinhas destes. Quem não se lembra do juiz que anulou um casamento de dois homossexuais em Goiânia, ou a decisão homofóbica de um juiz que arquivou a queixa do Richarlyson sentenciando que futebol é esporte varonil e não é mesmo para gays. Mas estes casos que alcançam a imprensam acabam gerando reparos imediatos e punições administrativas rápidas. E tem também a decisão do STF, a mais alta corte do país, de maio passado sobre o status da união homossexual no Brasil - um documento louvável. Pelo menos o Judiciário ainda está a salvo.

10 comentários:

Cara Comum disse...

Pois é! Medo desse país virar uma teocracia em menos de dez anos...

Margot disse...

É lamentável a "intrusão" das "filosofias" religiosas na política brasileira, endossadas por fanáticos em todas os escalões que não sabem nem mesmo onde começam e onde terminam suas próprias ideologias políticas e fé, é claro, se tiverem alguma.
Para mim são duas coisas completamente diferenciadas.

Daniel disse...

Desculpe, mas não deu pra deixar o link do Guy passar em branco:

http://www.canudoscoloridos.com/2012/03/vitoria-gloriosa.html

Dino Costa disse...

Liberdade Religiosa sem controle do Estado dá nisso..

Dan disse...

apoiadíssima a decisão!

P. Florindo disse...

Acho que a partir do momento que as pessoas se tornam mais "libertinas" (gays saindo do armário, mulheres se tornando mais independentes, etc), os preconceituosos e os fanáticos religiosos estão querendo dar uma resposta à altura. Acho isso patético. Fico até meio desanimado em relação ao futuro quando a gente vê que a ignorância vai ganhando espaço quando a sociedade e seu pensamento deveriam estar evoluindo. Antigamente se imaginava que o 2000 fosse representasse a era da evolução. Estamos em 2012 e o que vemos é uma divisão e a radicalização das filosofias e ideologias.

Bruno Barreto disse...

Luciano, você chegou a ler.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/num-momento-em-que-o-cristianismo-e-a-religiao-mais-perseguida-do-mundo-tj-do-rs-decide-cassar-e-cacar-os-crucifixos-os-cristaos-podem-se-preparar-vem-uma-onda-por-ai-com-o-crucifixo-tj-expulsa-t/

Luciano disse...

@Bruno:
Esta não é a primeira vez que o Reinaldo Azevedo escreve bobagem. É incrível como a qualidade das ideias dele pode oscilar tanto.
Abraço,
**

railer disse...

tá certo. laicidade.

Anônimo disse...

O Brasil é laico e assim deveria ser, mas os fanáticos só estão querendo botar as manguinhas de fora e transformar isso aqui em uma República Fundamentalista Evangélica estão doidos para isso, mas não vão conseguir.
Este regime Republicano nosso é um lixo, um desastre em todos os sentidos é ver os prós e contras, mais contras, desde a proclamação da República de bananas.