sexta-feira, 2 de março de 2012

O tempo... o tempo não para

A Igreja já declarou que acha melhor que uma criança permaneça no orfanato do que com um casal homossexual. Esta é certamente mais uma das declarações pela qual a Igreja estará se desculpando no futuro, da mesma forma que já foi obrigada a se desculpar por no passado ter dito que os negros não tinham alma. A lista dos pecados da Igreja aumenta muito a cada dia.

Por sorte não somos governados por leis escritas em um livro há dois mil anos como quer a bancada evangélica. E hoje o casal Mailton e Wilson, de Recife, já conseguiu registrar a filha Maria Tereza com os nomes dos dois pais na certidão de nascimento diretamente no cartório sem processo judicial. Porque o tempo... o tempo não para.

6 comentários:

Anônimo disse...

Pois é Luciano. Sempre que leio ou assisto a uma notícia negativa em relação às conquistas dos gays eu canto em pensamento essa música do Cazuza, pois ela está mais atual do que nunca.
E é tão bom ver notícias como esta, principalmente depois de a nomeação do Crivela como ministro ter chamado a atenção.
Hoje à tarde li sobre eles no Yahoo! e não havia nenhum comentário até então. Agora, depois de ver aqui no seu blog, voltei ao Yahoo! para e ver e lá estavam os comentários (o que eu chamo de "baixar o nível" - trocadilho referente à barra de rolagem). Se por um lado é bom ver que existem pessoas que compreendem e aceitam, por outro é triste ver como ainda existem pessoas que mesmo diante de algo tão maravilhoso são cruéis.
Mas de qualquer forma, 'o tempo não para', não é?
Felicidades aos pais e que essa menina tenha uma infância cheia de amor e saúde!

Ricardo E.

Margot disse...

Oi Luciano. Vi essa notícia ontem e também fiquei muito feliz pelo ocorrido. Esperemos que esse casal seja o primeiro de muitos no Brasil. A superinteressante(02/12) trouxe uma reportagem muito boa sobre crianças que são criadas por casais homoafetivos, desmistificando muitos mitos de desequilíbrio psicológico, abusos e outros absurdos mais. O que uma criança precisa para crescer saudável é principalmente amor e atenção - vindo de pai/pai,mãe/mãe ou pai/mãe - entre o básico do nosso dia-a-dia como saúde, educação e segurança; coisas das quais o governo deveria cumprir com sua parte, o que parece ser inatingível e impensável com a bancada política de hoje. Ab.

Luciano disse...

@Margot:
Super legal a forma clara e coerente como você descreve a situação. No futuro muitos mais pensarão assim - por isso dá uma vontade louca que o futuro chegue logo!
Abraço!
**

railer disse...

isso aí, um pouquinho de cada vez mas sempre em frente!

muito bom!

Anônimo disse...

Sabe por que a Igreja prefere que as crianças fiquem em orfanatos? Só assim os padres pedófilos têm acesso livre a esses anjinhos indefesos...

Cara Comum disse...

O futuro virá...