sexta-feira, 17 de agosto de 2012

"Eu não dou conta de ser perseguida"

O Brasil está reatando um caso de amor antigo com as telenovelas. Em outubro de 1972, por exemplo, Selva de Pedra, registrava 100% de audiência no capítulo em que Simone (Regina Duarte) era desmascarada. Nos dias atuais - com a Internet, vídeos de aluguel, canais a cabo, e as famílias saindo mais de casa - um capítulo bom dificilmente bate nos 42% .

Mas a repercussão que Avenida Brasil tem tido nas redes sociais e no dia a dia (foi mencionada até na defesa de réus no julgamento do mensalão) mostra a retomada deste antigo caso de amor. A atual novela das 9 reúne uma conjunção feliz de competências até mesmo nos menores detalhes e nos menores papéis.

Tome o exemplo da Cacau Protásio. Depois de passar quase despercebida em Ti-Ti-Ti, ganhou o papel da Zezé, empregada da mansão da família do Tufão. A personagem, que começou com pequenas intervenções, ganhou vida própria e tem sido responsável por ótimos momentos com seu jeito de fofoqueira medrosa puxa-saco da patroa. João Emanuel Carneiro coloca na boca da Zezé frases impagáveis como a que ela soltou ontem e que serve de título para esta postagem. Ela passou a ser mais uma das boas razões para não se perder nenhum capítulo de Avenida Brasil.

7 comentários:

Anônimo disse...

Quando assisti essa cena me acabei de rir. Ela é a melhor parte cômica da novela, os outros momentos tentam ser engraçados mas terminam cansativos.

Oliveira Santos disse...

É assim que descobrem um talento escondido ou ainda não percebido, ela é muito engraçada, o que eu acho chato nesta novela é a gritaria, ô povo que grita, então é um tal de abaixa e aumenta o volume, e têm uns núcleos muito chatos!!! Saudade de Vale Tudo!!!!

Aldo disse...

Há gosto pra tudo mesmo.

O meu gosto pra tv se resume nas seriés americanas, documentários e partidas de tenis e voleibol, e a alguns filmes com temática leve e simples. Agora, as novelas são tão maçantes e repetitivas, eu não tenho um pingo de paciência pra acompanhar uma cena inteira de um folhetim desses. São sempre as mesmas estórias pra ''boizin'' dormir. As novelas da globo não são referências, pelo menos pra mim!. Não me identifico com nenhuma delas.


até breve... luciano!!

Yuri disse...

Eu AMO a Zezé! ela é perfeita em todas as cenas, realmente uma grande revelação de atriz - e suspeito de que seu talento não se restrinja somente à comédia. Torço para que ela tenha outras boas oportunidades em papéis de destaque e condizentes com seu talento - o que sabe-se infelizmente muito improvável para uma atriz negra e fora dos padrões estéticos privilegiados pela TV brasileira (que, aliás, não servem para representar tão bem o povo brasileiro, quanto a figura querida da Cacau Potássio)

É Culpa da Rita disse...

O que me faz rir à pampa é o Cadinho e suas tres esposas. Não tenho muita paciencia com o nucleo barulhento do suburbio e a canastrice de Murilo Benicio, mas é inegável que essa novela tem um gancho fantástico, JEC inovou no texto e na locação, nunca antes pensaria acompanhar o desenrolar de vidas num lixão, não canso de repetir essa novela é um achado antropologico, que texto!

Dimas disse...

Olá Luciano, como vai?
Pois, passei batido...o Rubens é que viu o video do Mercado de Ouro Fino e comentou comigo que viu Mr. Ed de camiseta listrada e com uma sacolinha na mão.
Ontem ví e hoje novamente, bateu uma saudade do amigo Mr. Ed e claro, também do amigo que gravava o vídeo.
Se pudesse ía até SJC tomar um café com bolo de fubá com vocês!

Grande abraço extensivo ao Mr. Ed.

Luciano disse...

@Dimas,
A saudade é recíproca! Vem hoje, vai ter bolo!
Abração,
**