terça-feira, 23 de abril de 2013

Makeover

Jean Wyllys é impressionantemente lúcido e seguro e é sempre um alívio ouví-lo no meio deste mar de insanidades. Jean Wyllys me representa.

Mas, fazendo-me de advogado do diabo por um minuto, acho que está na hora do Jean contratar um marketeiro de imagem. Acho que ele se beneficiaria bastante de um tapinha no visual que mudasse a barba, o cabelo e os óculos. Em seguida, umas sessões com um terapeuta de voz e oratória para diminuir levemente a velocidade e eliminar a sensação de sofreguidão que normalmente acompanha sua fala. E ficaria simplesmente mais que perfeito!

10 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

perfeito ....

Anônimo disse...

O visual dele eu não gosto, cabelo comprido e o formal(porém, necessário!) paletó e gravata, não fica legal em homem qualquer.
Já a oratória dele eu gosto, essa maneira rápida e lúcida de falar, me transmite inteligência e segurança, já pensou se ele falasse como Eduardo Suplicy?
JEAN WILLYS ME REPRESENTA!

Margot disse...

O video que vc postou não esta linkando, então fui ao Youtube para assistir a entrevista.
No final dos dois takes só tenho uma coisa a dizer:
"Jean Wyllys também me representa"

Abraços

Ivan Dias disse...

P*TA QUE PARIU, sério mesmo que você se deu ao trabalho de escrever um post para falar da aparencia de um cara com tanto a dizer? MESMO?

Sei que é um Blog de opinião, que você não está aqui para ser imparcial ou agradar, mas o que me surpreende é a sua opinião.

Chega a ser rídiculo um gay ter a impáfia de querer normatizar e 'emoldurar' o comportamento, visual ou maneiras de alguém.

Se você tivesse tido a felicidade de conhecer o Jean fora do pulpito ou de um programa de TV veria que ele tem uma oratória calma, pausada, e ainda apaixonada ao falar. Eu noto bem a diferença e sempre atribui isso ao fato de estar em publico e ter a questão do tempo limitado para falar, mas nada se perde pela velocidade que ele fala, sai claro e lucido sempre...

Enfim, não quero forçar pensamentos dos outros, mas tente, como voc6e costuma fazer bem por aqui, olhar o outro lado da coisa.

Abraço...

Luciano disse...

Ivan,
O Jean está perfeito para mim, e perfeito para você, mas nós dois já estamos convertidos há muito tempo.
**

Gus disse...

O lula só ganhou a eleição depois de dar um tapa - ou uma surra - no visual. Concordo com você!

Dimas disse...

Sou fã do Jean, ele me representa também.
Inteligente, observador, bom ouvinte e sempre objetivo e convicente em suas resposta/opiniões.
E gosto do visual dele.
Ponto.

railer disse...

jean também me representa. e concordo com sua postagem, marketing pessoal conta muito.

Anônimo disse...

O Lula é bíblia em marketing: português incorreto e louvar cachaça não é problema, desde que vestindo ternos de Ricardo Almeida. Inaugurando usina de celulose em Porto Alegre, como ele sua demais [e nem era verão], foi recolhido cinco vezes por assessores para trocar de camisa - as cinco camisas eram idênticas - pois foto com suor nem morta.
Ora, o bahiano Jean deve conquistar não os frequentadores desse blog ou os irrecuperáveis pentecostais, mas as conservadoras Classes B a Z, interioranos, religiosos moderados, mães de família, cidadãos responsáveis.
Por isso, da-lhe terno, gravata e sapato social.
Mas, no universo absurdo do Congresso, quem é de origem pobre e distante dos conchavos, gay e de esquerda não pode ostentar aquela cara simples de associado da UNE. E da-lhe cabeleireiro.
Enfim, como a comunicação é tudo, da-lhe Glorinha Beuttenmuller.
E da-lhe Jean.

Jorge Gomes disse...

O visual dele é o que menos importa mas,o que ele tem a dizer,isso sim
é o mais importante.
De gente bem produzida temos o bastante,agora com a fala dele,nós somos carentes.
Um abraço