domingo, 7 de abril de 2013

Quantas guerras terei que vencer por um pouco de paz?

O assunto Daniela Mercury não vai morrer tão cedo, e é bom que continue causando este tsunami de emoções. Ainda não tínhamos tido alguém com a coragem de Daniela para dizer o quê sente sem meias palavras, mostrar seu amor sem meias vergonhas, celebrar a diversidade sem meias medidas.

Toda família brasileira sentada em frente à TV assistindo ao Fantástico neste final de noite de domingo teve a oportunidade de assistir a esta aula de dignidade.
(Se tiver problema para acessar o vídeo, assista aqui).

6 comentários:

Nelson disse...

Não sei se aparece no vídeo que você postou aqui no blog (não abriu no Safari), mas você reparou que bacana quando no final da entrevista Tadeu e Renata se entreolham e sorriem? ;P

Anônimo disse...

É, parece que Dona Daniela deu uma sacudida na sociedade brasileira, da Classe AAA à Classe Z. E, como poucos brasileiros, ela tem cacife pessoal, profissional e afetivo, para faze-lo.
É digno de nota a simplicidade e a tranquilidade com firmeza como ela se revela em um tema que parece assombrar as mentes brasucas.

Anônimo disse...

Não sei explicar, mas adorei esse fato ter acontecido com uma mulher!
Poderia ter sido um galã famoso um bonitão qualquer da televisão.
Não. Foi um cantora famosa de grande projeção. Uma mulher. Parece obra do destino para contrabalancear as asneiras ditas pela baranga loira do Pará.

É até poético dizer: não sou Joelma. Sou Daniela!

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=LzPO2228A14

não é fofo?

bjo

Anônimo disse...

linda, musa, diva!
agradeço a Daniela sua posição corajosa! parabenizo sua inteligência e praticidade, por saber posicionar-se politicamente, como cidadã, como mulher que sabe reconhecer seu tempo, seu momento na historia. Oxalá mais pessoas, publicas ou não, sigam seu exemplo! Só assim, e não tenho a menor dúvida quanto a isso, é que a história avança.
bjo, Lu, valeu pelo vídeo que eu não tinha visto ainda.

Oliveira Santos disse...

Como diria na Bahia: Esta mulher é porreta mesmo!!! Felicidades mil para ambas.