segunda-feira, 15 de abril de 2013

Santa paciência


Cada vez mais eu entendo os guerrilheiros revolucionários que pegam em armas. O passo natural das mudanças pelas vias pacíficas e legais do estado de direito é muitas vezes lento demais.

Passei os últimos dias tomado por uma sensação de torpor, uma quase incapacidade de me mover, uma falta de vontade do mundo. O fim de semana teve coisas muito bonitas como os artigos do Alexandre Vidal Porto (Você viu um homossexual por aí?) e do Caetano Veloso (Ainda Feliciano?), mas dá uma preguiça mental muito grande ler os comentários que repercutem as reportagens de capa da Veja e da Época da semana passada. Quanta ignorância, quanto atraso, quanto retrocesso, quanta gente burra. Eu não tenho muita paciência para burrice - meu cérebro não processa.

Hoje eu vi o trailer da nova versão de Carrie, a Estranha - um dos meus filmes de terror favoritos de todos os tempos. A Julianne Moore parece perfeita no papel da mãe louca religiosa radical (até hoje ainda escuto a cantilena da Piper Laurie no papel original fazendo a filha repetir "Eve was weak! Eve was weak!" (Eva foi fraca! Eva foi fraca!). E a minha vontade é de fazer exatamente o que a Carrie faz no filme: ensinar uma boa lição para toda esta gente burra, de preferência com muito sangue.

Hoje eu não estou bem. Eu tenho pressa.

14 comentários:

Margot disse...

Também não estou bem..... faríamos estrago juntos. Burrice me enfada.
Melhor sem abraço por hoje...rs

Anônimo disse...

Li seu post pensando 'puxa, o Tony Goes voltou péssimo da Turquia' e ainda estranhei haver um comentário da Margot - o que essa mulher tá fazendo aqui? -. Aí me dei conta que o blog era mais embaixo.
Sim, entrara na verdade no Muque e era o tão equilibrado e suave Luciano fazendo essa declaração estapafúrdia.
O socialista Felipe González, um dos primeiros 'presidentes de governo' da Espanha, após 40 anos de pesada ditadura franquista, foi perguntado como pode se manter tão equilibrado durante a luta que travara desde adolescente contra esse regime feroz perseguidor de seus opositores.
E González explicou ter tido cedo a compreensão de que toda ação política violenta - Revoluções Francesa e Russa, entre tantas - é fatalmente seguida por um retrocesso e assim ele preferia que a história política evoluisse de forma mais lenta e segura.
'It gets better!' - não é assim que se diz?

Anônimo disse...

Margot, e você tem de botar lenha na fogueira? Estenda antes de mais nada seu ombro amigo.

Anônimo disse...

Nossa! Vendo esse comentário da Margot pensei "será alguma coisa na água?"
Cara eu também não estou numa fase boa. Sério.
Acessei o seu blog esperando ver algo bom e me deparo com este post baixo astral. A poucos dias vi algumas "curtidas" do meu irmão pelo Facebook a cerca dos gays que me fizeram sangrar. Doeu fundo. Há dias estou meio amargo por causa disso.

Quanto aos comentários Luciano, na boa, faça como eu não os leia mais. Agora, dependendo do tema do texto lido eu resisto à tentação e não leio comentários, pois eles têm o poder de me jogar para baixo, de acabar com o meu dia. Faça isso, a sua saúde agradece.

Ricardo E.

Alex disse...

Eu aprendi a condescender. Existem humanos (por vezes maioritários numa comunidade) evolutivamente atrasados. O único caminho é não deixar de viver a própria vida e iluminar os demais (sobretudo com o exemplo - incluindo o da não-violência).

Marcos Oliva disse...

Pagar violência com violência... Aí você vai estar agindo como eles, sendo como eles. Não aceitar nâo significa nâo respeitar.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

OMG! Relaxem queridos ... a vida é boa apesar de tudo e vamos vivê-la ...

Anônimo disse...

Será burrice ou apenas pontos de vista? Acho que depende da linha que seguimos e defendemos.
Há muito que não acredito em uma linha sequer de uma imprensa pautada pelo ódio, perseguição parcialidade ao defender os interesses da minoria endinheirada, nem sempre conquistados com o próprio esforço! O regime que esses defendem estão em apuros no primeiro mundo! Será que estamos no caminho errado? Caso a pensar!

Margot disse...

Luciano, esqueci de dizer que outra coisa me enfada enormemente...os "anônimos". Camarada não tem peito nem para dizer seu próprio nome e vem querer pagar pau para quem não conhece???
Ao primeiro "anônimo" que falou "essa mulher"... Meu querido, como vc parece saber, meu nome é Margot e, quem foi que disse que eu não leio o Tony Goes?? Porque não comento, obviamente, não leio!!??? Leio blogs, livros, jornais, revistas, letreiros e afins a mais tempo do que vc provavelmente anda. Então "darling"... não julgue. Mais uma coisa... sem querer falar pelo Luciano, mas, quem disse que somos sempre equilibrados e suaves??? Conhece o bicho homem não??? Somos sim e somos não... são raros os meio-termos... Acorde anônimo e venha para a realidade.
Quanto ao segundo anônimo, que não sei se é o mesmo, porque anônimo é sempre anônimo e todos iguais, meu ombro amigo foi solidário...se ele precisar de alguém para bancar a Carrie...tô junto.... kkkkk. Tenho certeza de que ele não quer mãozinha na cabeça e ombro pra chorar.
Ricardo.... deve ser a água... por aqui tem muita gente assim...insatisfeita. Ignore seu irmão... se não vale a pena... corte da lista de amigos..eu fiz isso. Mas é só uma sugestão.

Abraços Luciano e se quiser pode ignorar solenemente(rs) meu comentário... eu só precisava responder.

Oliveira Santos disse...

E por falar nisso alguém aqui já reparou que o anúncio da Natura não está aparecendo mais o casal de namorados no anúncio??? Não entendi isso? O que aconteceu? Vou mandar e-mail para a Natura questionando isto.

Margot disse...

Pode ser só uma das versões Oliveira, pois ontem mesmo eu vi aqui em BH, a propaganda com os rapazes no sofá. Eles editam e fazem várias versões para agradar a gregos e troianos... rs.

Anônimo disse...

Luciano,
Pense pelo lado positivo. Esse mal-estar é fruto de um período de mudanças. A sociedade não consegue mais fugir desse debate e nós vivemos num momento de ebulição de uma realidade que há milênios se tenta ocultar. É normal o desconforto, é normal o esperneio do "conservadorismo", é normal essa tensão social.
Pode demorar, mas ameniza com o tempo. Veja o caso das mulheres. Quem ainda acredita que a presença da mulher no mercado de trabalho destrói as famílias? Só loucos.

Oliveira Santos disse...

Sim Margot vi o anúncio hoje, existem duas versões ainda bem, mas mesmo assim antes de ver o anúncio original eu reclamei lá!!!
Grato pela sua atenção, então é de BH, gosto muito desta terra, tenho parentes aí, BH e MG além de ser bela e belo estado e rica e rico em vários quesitos, tem muito gato aí heimm!!! Rsrsrsrs.

Franccesco Almeida disse...

realmente ler esses comentários negativos nos posts internet afora, é um chá amargo de realidade, nos faz lembrar ha quanto tempo esse tipo de burrice existe, e ter uma noção de quanto tempo ainda levaremos para exorciza la dessas cabecinhas moldadas pelo errado.