terça-feira, 30 de abril de 2013

PR


A Igreja Católica nunca foi mesmo muito boa em relações públicas. Qualquer assessor de RP com meio neurônio saberia que não é uma boa ideia anunciar a excomunhão de um padre que apoia a causa homossexual em um momento em que as conquistas LGBT são notícia no mundo inteiro e que as populações cada vez mais se conscientizam que os homossexuais só lutam por uma questão básica de reconhecimento de direitos humanos.

O chilique seguido de faniquito nervoso do bispo de Bauru já virou notícia em inglês, francês e espanhol. E isso não é necessariamente uma coisa boa para eles.

7 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

combinação perfeita ... texto e imagem ... lindo ...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

sabe de uma coisa? eu estou é gostando de tudo isto ... acelera e implosão desta instituição imbecil ...

Oliveira Santos disse...

Isto ainda vai dar muita dor de cabeça para este Bispo!!!Acho é bom!!!
Quanto ao ex-padre ele agiu muito bem, verdadeiro, honesto e sincero, sem papas na língua, atitude dez mesmo!!!!

Cláudio Luiz disse...

manchete de uol notícias
"Pedófilos não são excomungados, mas eu fui, desabafa padre de Bauru (SP)"
Achei ótimo, pois expõe bem a cara da igreja.
Segue o link - http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/04/30/pedofilos-nao-sao-excomungados-mas-eu-fui-desabafa-padre-de-bauru-sp.htm

Anônimo disse...

A Igreja e a Monarquia continuam fortíssimas! Nelas ser hétero é a única possibilidade e por isso vão receber apoio das massas pra sempre...
Os gays deveriam desistir de conseguir algum avanço dentro destes meios e focar nos direitos civis. É a única opção. Principalmente num país no qual a maior publicação semanal insiste no termo "homossexualismo". A civilidade da Europa nunca vai colar aqui.

Fernando Reis disse...

Por que a cúpula romana defenderia o livre pensar de alguém, ainda mais se for em defesa do amor, independentemente do sexo biológico de quem emana, se não pode sequer condenar a corrupção, a pedofilia e as bacanais com a qual se regalam no dia a dia? Pelo menos são coerentes com seus atos e agem numa mesma lógica: "seguir Jesus dá muito trabalho, melhor é seguir o mundo!"

Oliveira Santos disse...

Concordo plenamente com que disse o anônimo:"Os gays deveriam desistir de conseguir algum avanço dentro destes meios e focar nos direitos civis. É a única opção. Principalmente num país no qual a maior publicação semanal insiste no termo "homossexualismo". A civilidade da Europa nunca vai colar aqui."

O resto é perda de tempo mesmo!!!!