sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Baixando o nível


Interessante a discussão que surgiu na postagem anterior. Eu concordaria com o comentário do Augusto se a discussão fosse realmente sobre opiniões divergentes. Opiniões contrárias ou divergentes são edificantes e eu sempre gosto muito de ouvir o outro lado. Sei que sou um ser humano inacabado e tenho muita vontade de aprender.

Mas a Marta não falou de opiniões contrárias edificantes. A Marta se referiu claramente a comentários de trolls. Um troll esconde-se atrás do anonimato e não tem interesse em contribuir de forma positiva para nenhuma discussão. Troll "designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas" (veja aqui); um dos objetivos do troll é "induzir a baixar o nível". As técnicas de trollagem são tão manjadas que a gente consegue identificar um troll na primeira linha da mensagem.

A discussão da postagem anterior foi iniciada pelo comentário agressivo de um troll. Eu também sei ser agressivo, mas não foi este tom que eu escolhi para a postagem.

Ao publicar este texto eu estou desobedecendo à regra número 1 para estes casos, que é: Não dê comida ao troll! Mas é só para avisar que eu também não gosto deles, e que eu também os acho deprimentes em suas vidinhas medíocres e melancólicas. Os trolls eu geralmente trato com indiferença ou com ironia - que eles raramente têm inteligência suficiente para perceber, o que ajuda a dar uma pitada de graça à situação.

10 comentários:

Marcos Rocha disse...

Pois é Luciano... a vida é bem engraçada, as pessoas são bem diferentes/divergentes.
Pensam que o simples fato de vc dividir uma particularidade, uma indignação momentânea ou um desabafo lhes dá a prerrogativa de opinar. Ora, se vc realmente quisesse/precisasse de opinião, com certeza faria uma enquete.
O problema de um blog é que causa nas pessoas que o leem uma sensação de proximidade com o autor e dessa proximidade nasce o direito de intromissão. Há que se pensar nisso.
O fato é que me deleito com esse blog, por perceber alguem com tanta sensibilidade e com senso de humanidade (ser humano com dor, tristeza, alegria, indignação, estarrecimento) que me diverte, me ensina, me instrui.... sempre que posso expresso esse meu agradecimento.
Quanto aos outros, eles continuarão a ser os outros, com todas as qualidades e defeitos, virtudes e vaidades... nem ligue para isso. No final de tudo, acabamos aprendendo com todos eles.
grande abraço, continue a sua viagem, desfrute cada minuto dela... (e não é que no final eu acabei dando opinião mesmo sem enquete? bisbilhoteiro e intrometido que sou... hehehehe)

Anônimo disse...

Vc não devia ter feito este post depois que apagou os comentários dos trolls, agora fiquei curioso sobre qual foi o teor da trollagem. Posso estar imaginando coisas até piores do que as que foram ditas.

Le1dro disse...

Eu também tive de ler os outros comentários para ter uma noção. O que algumas pessoas aprendem com o tempo é saber a hora certa de ficar calado/ou não.E como foi citado ai pelo marcos: o seu blog causa sim uma proximidade na gente, eu ainda acho que se topar algum dia contigo na rua, irei te parar pra conversar haha

Mas, o tal do troll está em todo canto/infelizmente =)

Luciano disse...

@Marcos e Le1dro:
Vocês são uns queridos sempre muito bem-vindos. E se me encontrarem algum dia quero muito que me parem para conversarmos sim - só assim terá valido a pena. Abraço forte!
**

DMalk disse...

A cultura troll para mim e um reflexo da cede de exposição, muitas pessoas tem essa necessidade de se sentir incluidos, e por não ter confiança de que fazer isso de maneira comum, utilizam desse estilo de desvirtualização para se sentirem parte de algo mesmo no anonimato.

Mas sinceramente não acho que esse post seja um alimento aos troll, eles se alimentam de respostas aos seus comentarios, que como as suas mesmo sendo ironicas, ainda assim cumprem o objetivo de mante-los no foco da atenção.

P.S: nem todos são burros, mas todos são inseguros.

Anônimo disse...

"Bem aventurados os caolhos porque só vêem a metade". KKKKKKKKKKKKK
Ass: Troll da Estrela

Cara Comum disse...

Eu só ignoro...

marta matui disse...

Adorei! Não sabia disso... que tinha nome. Fica mais fácil entender o fenômeno.

marta matui disse...

E voltando ao assunto, é engraçado como algumas pessoas acham que um blog pessoal é a casa da sogra, né? E como cobram! Que a gente tem que aceitar isso e aquilo. "Opiniões divergentes" eles dizem. Volto a dizer: gente invejosa e medíocre. Porque não vão ler a Folha, o Estadão? Lá supostamente não tem um ponto de vista pessoal portanto ninguém fica incomodado, certo?

Antonio Carlos disse...

Nossa Lú, estava meio afastado e só agora pude ler o conflito que gerou seu post sobre como o convívio muito próximo, no caso uma viagem de ferias, pode ter efeitos diferentes em diferentes casais. Até aí nada de muito novo.
O que me causa espanto é como algo que vc escreve pode disparar o gatilho da agressividade em algumas pessoas.
É triste ver um grupo que luta pelo respeito, não respeitar a opinião alheia a ponto de expressar isso de forma ofensiva e violenta.
Não sei de onde isso vem, se é de berço, ou se vc já nasce com esta caracteristica ou a adquire com o passar dos anos. Mas acho que temos constantemente que nos auto-avaliar para tentarmos sempre , se nao concordarmos, ao menos tolerar uma opinião adversa. Só quem te conhece pessoalmente sabe como vc vivencia isso que disse acima no teu dia-a-dia...um abraço e Welcome back