quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Dale a tu cuerpo alegría, Macarena

A única coisa que eu lamento no sucesso repentino de Ai, Se Eu Te Pego é que não sou eu a embolsar todos os direitos por trás da música. Não ligo para fama, mas não me importaria nem um pouco com uma enxurrada de dinheiro nestas alturas da vida. E Michel Teló merece cada centavo.

A música é rasa, fácil, horrível, grudenta, contagiosa - enfim, um sucesso! Muita gente tenta, muitos cantores investem pequenas fortunas e sofisticadas estratégias tentando sucesso no exterior, mas se o público não adota, então não vai mesmo. É questão de muita sorte, de momento. Não tem nada a ver com qualidade. É que nem Doritos - faz um mal danado, mas é sucesso porque todo mundo compra. Quem consome é quem escolhe.

Palmas para Michel Teló que está conseguindo ganhar dinheiro e fama no ramo que escolheu. O resto é inveja e mágoa de caboclo de quem gostaria de estar no lugar dele. Quem não se lembra da letra de We Hate It When Our Friends Become Sucessful do Morrissey?

E engana-se quem pensa que Ai, Se Eu Te Pego vai estar completamente esquecida daqui dez anos. A música tem potencial para renascer das cinzas a cada verão. Ai, Se Eu Te Pego é a nova Macarena.

10 comentários:

Lucas T. disse...

Ninguém vai acreditar, mas juro que não ouvi essa música ainda - pelo menos não conscientemente. E se eu disser que só escutei a versão em francês daí mesmo que ninguém acredita, pelo menos não meus amigos. Me sinto meio virgem, é goshtoso.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Devo ser um dos q tem inveja e mágoa de caboclo pois ODEIO a música, o cara, e que ainda compra lixo do gênero ... rs

P. Florindo disse...

Não odeio a música, mas também não amo. E produzimos coisa pior como FUNK! Isso sim seria terrível se estourasse no exterior.

Mas como o mercado fonográfico do Brasil é restrito ao que vende em detrimento da qualidade de um artista, é mais provável que façamos sucesso no exterior com o bizarro...

Anônimo disse...

A música é horrorosa, triste. mas sucesso é sucesso. O Gera Samba é lembrado até hoje,17 anos depois e na época não faltou gente enxovalhando Carla Perez e cia.
É a vida.

thiago/RJ

Margot disse...

Nem ouvi a música inteira, mas pela chamada e nome ... não vale a pena o meu esforço. Com isso poderia ser colocada entre os que tem "inveja de caboclo", mas com certeza se por qualquer outro motivo eu me faça "famosa e rica", esse tipo de música certamente não me deixará mais pobre. Ab.

Anônimo disse...

apesar de achar que michel tem o dom de fazer a música 'colar' com seus arranjos e vocal, espero que sharon acioly a 'inventora' desse refrão e da coreografia (pra apresentar os cafuçu-diliça do axé moi) esteja ganhando todo o dindin que merece, pq né... pegar o bonde andando é mais fácil.

O Guri disse...

Não, não é a nova Macarena. Nunca vai ser, sinto muito.

Thiago Lasco disse...

Assim você me mata.

Cara Comum disse...

Bom, eu testei isso na festa de ano novo que fui: a coreografia dessa música, assim como a de macarena se encaixa em qualquer música, bastando adaptar um pouco o ritmo...

Então, há uma chance!

P. Florindo disse...

Eis sua profecia se confirmando: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2012/01/michel-telo-lanca-disco-na-espanha-e-compara-seu-sucesso-ao-hit-macarena.html