segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Os descendentes


Os Descendentes (The Descendants, 2012) estreia embalado por uma série de prêmios e indicações importantes. Entre os principais personagens do drama encontra-se um que não foi indicado a prêmio nenhum: o Havaí. Não existe um único minuto em que a história não nos lembre onde tudo está se passando, seja pela trilha sonora de música havaiana ou pela profusão de camisas estampadas e homens de bermuda e sandálias. Mas Os Descendentes não é um filme solar. O tempo parece estar sempre ruim, como para lembrar que a chuva cai sobre praias paradisíacas da mesma forma que a tragédia ronda mesmo as melhores famílias. O filme não nos deixa esquecer que há nuvens negras no horizonte.

O filme começa com Matt King (George Clooney) no hospital ao lado da esposa que sofreu um acidente de lancha e está em coma. Logo fica claro que o coma é irreversível e ele precisa retomar as rédeas do papel de pai das duas filhas adolescentes problemáticas. Como se isto não fosse o bastante, vem à tona um segredo que a mãe guardava - e o que restou da família vai ter que praticamente se equilibrar em um arame para não se desmoronar ainda mais.

Apesar do tema denso, o filme não é necessariamente triste. Os personagens agem de forma imprevisível mas contida. A gente espera que um deles vá se debulhar em lágrimas ou desferir um murro de raiva, mas não. Eu fiquei com a sensação que estava degustando um delicioso e doce abacaxi havaiano. Só no final é que percebi que o fruto havia sido servido com casca e tudo.



5 comentários:

Lucas T. disse...

Doido pra ver. "Eleição" é um dos meus filmes favoritos ever. Conhece?

Luciano disse...

@Lucas:
Não vi "Eleição" do Alexander Payne, mas depois de "Os Descendentes" fiquei curioso...
Abraço,
**

Cara Comum disse...

Vc sabe como botar água na boca pra gente ver um filme, né???

TONY GOES disse...

"Eleição" é, de longe, o melhor filme de Alexander Payne. Gosto dos outros, mas acho que não têm o "edge" daquele filme de 99.

railer disse...

gostei dos descendentes também, mas gostei muito mais do drama 'histórias cruzadas'. veja!

abraços!
raileronline