segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Fé demais

No começo do ano o bispo Edyr Macedo da IURD publicou em seu blog uma postagem horrorosa atribuindo a morte de uma ex-fiel em um acidente ao fato de a garota ter deixado a igreja e zombado de deus algum tempo antes. Para ele a morte foi uma punição divina.

Hoje lemos a notícia de um trágico acidente na Flórida que vitimou 5 brasileiros que estavam nos Estados Unidos para um evento evangélico do Ministério Internacional da Restauração. Uma família toda destruída - uma coisa horrível, até difícil de ler, me deixou meio passado.

E agora eu fiquei sem entender nada. Para estas pessoas que atribuem tudo a deus, morrer é prêmio ou castigo?  Será que elas não percebem que o mesmo deus que fez com que o time delas ganhasse o campeonato fez com que o outro time perdesse? Se os jogadores e torcedores dos dois lados rezassem igual, só haveria empates?

6 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

religião definitivamente FEDE!

Lucas T. disse...

Minha preguiça pra discutir religião ou tentar "converter" fanáticos é enorme. Já desisti faz um bom tempo porque não há argumento algum nesse mundo que faça alguém mudar de idéia, tem que partir da própria pessoa e ela tem que antes de tudo ter capacidade de raciocinio e pensamento próprios - e vontade de realmente aprender sobre as coisas, e não ser doutrinada por terceiros que dizem conhecer o que ninguém conhece.

Daniel disse...

"Deus está sempre do lado dos vencedores".
desconheço a autoria.

Aldo disse...

Luciano, vc arrasou, ainda mais no último parágrafo.

Abraço.

Margot disse...

Tudo que é em excesso faz mal. Física, mental e emocionalmente falando. A fé, a crença, a alegria e até mesmo a tristeza tem de ser vividas com parcimônia e bom-senso. Fácil falar, é verdade, principalmente no que diz respeito a tristeza. Mas, nesses casos é preciso racionalizar. A religião é como um porto (do meu ponto de vista), um lugar para o qual nós podemos voltar quando tudo parece desmoronar a nossa volta. Imputar a Deus as consequências de nossos atos(dizendo que Deus quiz assim), tanto como o bem e o mal do mundo..... é "tapar o sol com a peneira". Enganar a nós mesmos. Ab.

Cara Comum disse...

Ai, ai... Engraçado...