quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Era proibido fazer cocô nos anos 70

Estou adorando esta série de reportagens sobre a censura na nossa televisão que o UOL está publicando esta semana. Quem viveu nos anos 70 e 80 sabe muito bem como o Ministério da Justiça se julgava no direito de controlar com mão de ferro e com critérios bastante tendenciosos o que cada um podia ou não podia ver ou ouvir.

Naquela época não se podia nem insinuar qualquer menção a homossexuais, casos extraconjugais, drogas, suicídio, separações, ofensas à Igreja. Palavrões eram inadmissíveis e até a palavra "cocô" foi cortada de uma novela.

Considerando que na versão recente de Gabriela o personagem do José Wilker soltou um "e agora me dão licença que eu vou cagar..." a gente consegue ter uma ideia de como a sociedade de hoje é muito mais permissiva e tolerante. E está mais do que pronta para novos avanços.

2 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

A sociedade de hoje é bem mais permissiva para as coisas q não têm muita importância e para as baixarias ... precisa crescer muito ainda em coisas sérias ...

bjão

Oliveira Santos disse...

Lembro-me muito bem destes avisos na TV, incrível mesmo como éramos e como somos hoje, mas estamos pagando muito caro por tanta falta de limites nos dias atuais, não estou falando em ditadura volta e coisas do gênero, estou falando no excesso de liberdade em tudo. Perdeu-se o controle geral de tudo, para onde iremos?