quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Esta garotada de hoje vai dominar o mundo

Se você está se sentindo meio pra baixo com todas as injustiças e dificuldades impostas pelo dia a dia de um indivíduo gay, se já está meio cansado de se ver sempre diminuído pelas religiões que pregam a intolerância, então este vídeo vai lhe fazer bem e deve lhe trazer novas esperanças. Primeiro, porque foi postado por um pai. Jonathan Rudolph é o pai de Jacob, e ficou tão orgulhoso do que o filho fez na quinta-feira da semana passada que resolveu compartilhar o vídeo com o mundo.

Jacob subiu ao palco da escola onde frequenta o último ano do ensino médio para receber o prêmio de melhor ator da disciplina de teatro, resultado da votação dos colegas. Ao agradecer o prêmio, ele explica que havia participado de algumas peças e musicais, mas que na realidade teve que representar durante a vida toda fingindo-se de hétero para evitar os ataques e o assédio, e que a partir de agora passaria a ser ele mesmo. Completou a declaração com um discurso lindo e foi ovacionado pelos colegas.

É uma pena que seja uma gravação caseira e o som não esteja muito bom (o discurso está transcrito abaixo). Mas é extremamente reconfortante ver a reação dos colegas e principalmente do pai, que escreveu "meu filho Jacob, na frente de mais de 300 pessoas, incluindo pais, professores, e colegas, fez algo hoje que demonstrou mais coragem do que qualquer coisa que eu já tenha feito em toda a minha vida". Ao final do vídeo o pai de Jacob deixa outra mensagem de esperança pelo fim da violência contra os gays.



O discurso:

"Sure I've been in a few plays and musicals, but more importantly, I've been acting every single day of my life. You see, I've been acting as someone I'm not. Most of you see me every day. You see me acting the part of 'straight' Jacob, when I am in fact LGBT. Unlike millions of other LGBT teens who have had to act every day to avoid verbal harassment and physical violence, I'm not going to do it anymore. It's time to end the hate in our society and accept the people for who they are regardless of their sex, race, orientation, or whatever else may be holding back love and friendship. So take me leave me or move me out of the way. Because I am what I am, and that's how I'm going to act from now on."

4 comentários:

Rodrigo Teixeira disse...

bah.
não menos que lindo.

railer disse...

muito bom. são de exemplos assim que precisamos!

S.A.M disse...

Faz tanto tempo que ando longe disso aqui e as vezes esqueço do quanto de coisa maravilhosa que tu acha por ai, que se dependesse de mim jamais veria!

Tava lendo as postagens acerca da posse do Obama e tanta noticia feliz vindo, situações como essa serão mais e mais comuns e o mundo aos poucos vai melhorando!

Grande abraço

Lucas T. disse...

Eu noto uma aceitação imensa hoje em dia dos homossexuais pelos héteros entre os mais jovens. Aliás está cada vez mais difícil de distinguir quem é quem.