domingo, 13 de janeiro de 2013

Não existem gays no Irã

Casal de namorados no Irã. Mahsa aguarda para fazer a cirurgia de mudança de sexo e virar mulher, e Ahura, que aguarda a cirurgia para virar homem.
"Não existem gays no Irã". Esta afirmação do presidente Ahmadinejad quando visitava os Estados Unidos chocou o mundo há algum tempo e seu sentido começa agora começa a ficar mais claro, como explica esta reportagem da Folha de S. Paulo de hoje.

O Irã renega a homossexualidade mas aceita a transexualidade, que segundo eles é uma doença que acomete os heterossexuais e que pode ser curada pela via cirúrgica. O próprio estado subsidia operações de mudança de sexo, legalizadas por um decreto de 1984 do falecido aiatolá Khomeini.

A reportagem esclarece que as operações são precedidas de análises por psicólogos, psiquiatras, e médicos, mas ninguém pode afirmar em que condições todo o processo é conduzido. Embora o preconceito contra transexuais, operados ou não, permaneça forte - a reportagem leva a crer que muitos gays optam por mudar de sexo para escapar à perseguição.

Fiquei assombrado pelo pensamento do horror das pessoas que precisam trocar o corpo que habitam para conseguir continuar vivendo.

7 comentários:

Lucas T. disse...

Li isso hoje logo que acordei e fiquei bem chocado. Deveria ter alguma forma de dar asilo em outros países para os homossexuais de lá, porque isso é simplesmente absurdo.

Anônimo disse...

Salta aos olhos a confusão entre orientação sexual, papéis atribuídos socialmente a gêneros e saúde psíquica. É uma salada mista na qual não brincar de bonecas leva necessariamente à implantação de um pênis. Como se o mais importante não fosse o desejo e houvesse uma única forma de ser homem ou mulher.
E pensar que similar assinte levou Alan Turing a um final trágico há menos de seis décadas no miolo do Ocidente...

Oliveira Santos disse...

Nossa horrível, este País vive na idade das Trevas mesmo!!!!!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Olha nós aqui de novo!

Saudades ...

bjão

Luciano disse...

Paulo,

Já estava ficando preocupado! Como foi em Milho Verde?

Abraço,
**

Anônimo disse...

Que aberração!!! Assim tb já é demais.

Unknown disse...

Luciano, existe um ótimo documentário sobre esta questão. É bastante esclarecedor. O nome é Transsexual in Iran. Encontrei, há alguns anos atrás, pra download na rede. Abraços e adoro seu blog!!! Parabéns!