quarta-feira, 6 de março de 2013

Lado B


A novela Lado a Lado chega ao fim esta semana mostrando um capítulo perverso da nossa história: a internação em hospitais psiquiátricos de mulheres que não se conformavam com as normas vigentes na época. Na história, Laura (Marjorie Estiano) foi internada e presa a uma camisa-de-força porque quer ser independente, quer trabalhar, e acredita na igualdade entre homens e mulheres. A história se passa em 1910 e este momento dramático é baseado em fatos reais.

Por mais chocante que possa parecer, este tipo de procedimento continua acontecendo até hoje. As vítimas atuais são os adolescentes gays de famílias religiosas radicais. Nos Estados Unidos há relatos comprovados de adolescentes internados à força em clínicas e submetidos a terapias de reversão. Aqui no Brasil, os pastores evangélicos homofóbicos que decidiram invadir a vida civil dos cidadãos através da política anunciam a tudo isto com desfaçatez e cinismo. Isto é absolutamente monstruoso.

4 comentários:

Oliveira Santos disse...

Algo cruel e violente, e pensar que isto aconteceu e quantas mulheres terminaram loucas no séc XIX e XX.Os que eram espiritualistas também eram internados. Nos dias atuais são outros que são internados os adolescentes gays, como relatado, chocante saber que isto ocorre!!!!

Margot disse...

Parece que a crueldade faz parte de certa classe de seres humanos. Essa é a classe de pessoas que precisa ser erradicada.
Monstros realmente. Tanto naquela época, como hoje, a liberdade de ser o que se é...custa caro!!!
Abraços

Dimas disse...

A única novela que assisto atualmente nos coloca situações históricas que se repetem até nos dias atuais.
Quem sabe um dia...talvez no século 24 ou 25 - a sociedade vai respeitar as opções e a liberdade de cada um.
Vou esperar sentado lá no deck olhando o horizonte acima da lagoa - sou otimista!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Uma nova Idade Média como digo sempre ... mas a Idade das Luzes tb virá ...