segunda-feira, 25 de março de 2013

O arco-íris da Globo

Plim plim! A Globo está fora do armário. Se você ainda não percebeu, melhor ainda - sinal de que tudo está acontecendo da forma natural comme il faut.

Foi só a história do Marco Feliciano começar a incomodar que a Globo também subiu o tom. Na semana passada teve o programa da Fátima Bernardes em tom assumidamente simpatizante, praticamente uma aula bastante didática sobre como vencer o preconceito na família. O Jornal Nacional também fez questão de noticiar, assim como quem não quer nada, que a Associação de Pediatras dos Estados Unidos se declarara a favor da igualdade no casamento e que os filhos de casais gays não são em nada diferentes dos filhos de casais héteros. Todas as reportagens tiveram um cuidado bastante grande com a nomenclatura, como o uso do termo "homossexualidade" em lugar de "homossexualismo". Tudo isso, sem dúvida nenhuma, contribui enormemente para a desconstrução do preconceito tão profundamente arraigado.

Hoje foi a vez do Jornal Hoje, no meio do dia, com uma reportagem sobre a razão que impede muitos gays de se assumirem. A declaração do pai, que fecha a reportagem, é direta e reta. É isso aí, seu Jaílson, parabéns pelo depoimento!



Mas as coisas não param por aí. Dizem as revistas de fofoca que a próxima novela das nove, escrita por Walcyr Carrasco, terá vários personagens gays, inclusive o casal de protagonistas feito por Marcello Antony e Thiago Fragoso, que farão um casal gay com uma filha. Vamos ver para conferir

4 comentários:

Oliveira Santos disse...

Ah sinceramente, estas novelas ainda mais das 21:00 com estes personagens gays não passam credibilidade alguma, eu gostei mesmo foi aquele casal da novela TITI Thales e Julinho onde vejo que passou muito mais credibilidade do que os casais gays nas novelas das 21:00.

railer disse...

bacana! gostei de ver a emissora se posicionando assim.

Aldo disse...

o arco-íris ainda continua preto e branco na Comissão de Dir. Hum., pois soube pela tv.. arhgg, que PSC decidiu deixá-lo no cargo. Não sei até quando, mas a criatura ainda permanecerá lá.

ploft...

bye

Daniel disse...

Eu ainda continuo achando a cobertura das manifestações anti-INFeliciano muito chapa branca. Muito en passant eles falam lá no final do texto em homofobia.