quinta-feira, 20 de outubro de 2011

No novo tempo, apesar dos castigos, estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos...

O mundo está começando a decidir que cansou de esperar. É hora de cada um sair e fazer o que tem que ser feito porque as pessoas que receberam mandatos para isto não estão dando conta ou se acomodaram no poder.

Kadafi foi exterminado, e já não era sem tempo. A presidente Dilma disse que não se deve comemorar a morte de um líder, mas é claro que estas são só palavras diplomáticas de quem ocupa um cargo oficial. Há muito que comemorar sim. O mundo está caminhando para uma nova ordem estabelecida pelas próprias mãos de uma população que simplesmente cansou de esperar sentada.

Ninguém sabe no quê vai dar os movimentos Occupy Wall Street e Chega de Corrupção, nem se vai dar em algo. Mas tudo isto está tocando as pessoas de uma forma muito especial.


E agora a capa da revista Trip. Além de todas as considerações sociais, filosóficas, psicológicas, morais e religiosas que se podem tecer sobre a capa, eu só fico pensando em uma coisa: que foto mais linda!! Tão linda que vale a pena repetí-la aqui sem os letreiros para quem quiser guardar de lembrança. Porque este não é mais o futuro, é o presente!

Eu sou de um tempo em que o máximo que existia de exposição gráfica homoerótica em material de acesso público eram as fotos de homens de cueca nas caixas das cuecas Zorba. E agora chegamos a um ponto que, se algum pastor evangélico aparecer hoje na TV reclamando da foto a gente pode gritar bem alto: não gostou, não compra! Ou melhor: enfia no fiofó! Porque enquanto você dormia o mundo mudou, bebê.

6 comentários:

Dan disse...

que bom que vivemos em um mundo mutante!
bjo Luciano!

Soterapolitano disse...

E eu ainda posso me orgulhar em dizer que sempre li a TRIP muito antes dessa edição MONUMENTAL!

Abraços!

Marco disse...

Hoje é dia de HOJE, PSC !!!

Cara Comum disse...

Bom, realmente a coisa tem melhorado e isso é muito bom mesmo! Mas muito ainda tem que melhorar.

Apesar da foto estar na banca de revista, no mundo real ainda tem muita agressividade e hostilidade que faz que esse progresso todo não chegue nas periferias, nas cidades do interior mais conservador, nos lares mais tradicionais...

Por isso, comemorar, sim! Mas sem perder de vista que além da gente ainda precisar brigar por mais coisas, essas vitórias não chegam pra todos de forma homogênea...

Abraços!!

railer disse...

muito bom o texto.
e o final mandou muito bem! hehe

Anônimo disse...

O próximo da fila para desaparecer é o boçal do presidente do IRÃ!!!
Já irá tarde também!!!!!