quinta-feira, 13 de outubro de 2011

oɐʇsıɹɔ lɐıɔos opıʇɹɐd

Alguém mais prestou atenção na propaganda do PSC, partido social cristão, pouco antes do Jornal Nacional hoje? O partido lançou oficialmente a guerra contra a igualdade no casamento. A propaganda começa com "um homem + uma mulher + amor = família" para em seguida deixar claro que esta é a única conformação de família que eles reconhecem e pela qual vão lutar.

O reconhecimento da igualdade no casamento é assunto que vai polarizar grande parte das discussões nas próximas eleições. Os aliados e os inimigos vão ter que mostrar a cara, não vai ser mais possível ficar em cima do muro. Mal posso esperar.

Aproveite para deixar na página do PSC no facebook (aqui) a sua impressão sobre esta posição preconceituosa. Acho que você vai ficar surpreso de ver quanta gente já foi até lá para dizer o que pensa. ¡¡¡ɐpɹǝɯ ǝp opıʇɹɐd˙

18 comentários:

Lucas T. disse...

Kbei de deixar um comment manifestando minha singela opinião naquela página escrota deles que nem 1000 likes têm.

Cara Comum disse...

Lembremo-nos dessas coisas quando for época de eleições...

Dino Costa disse...

Não vi a propaganda, mas imagino. Os conservadores vão tentar ganhar maioria no congresso para reverter a decisão do supremo. A gente precisa se organizar politicamente para retirar do congresso a maioria dos deputados da bancada evangélica, antes que o país se torne uma república fundamentalista crente.

Anônimo disse...

Two dads are better than none. Kiss my ASS bitches!!!

:-(

Lobo disse...

Sério, por que? Por que essas pessoas perdem tanta energia lutando contra uma coisa que não tem nada que ser lutada contra, que só trás benefícios pra TODO MUNDO!

Preciso de um link dessa propaganda.

Como que acorda de bom humor quando se descobre que mais uma assombração que a gente vai ter que lutar contra levanta para desgastar a gente?

Marcos Rocha disse...

Eu vejo o comportamento do chamado "cristão" e me pergunto todas as vezes: Que Cristo é esse que seguem? Sim, porque o Cristo que eu conheço é amoroso demais (morreu pelos nossos pecados), trouxe consigo a graça (salvação é dom gratuito de Deus) e teve um comportamento ilibado, atacando apenas aos vendilhões do templo (coisa que toda a igreja, seja evangélica ou catótica fazem, já que vendem panin...ho bento, oração no monte em Israel, como se Deus só ouvisse lá, perdendo da característica de Unipresente) e pregou a tolerância (atire a primeira pedra aquele que não tiver pecado).
Ora, se pecamos por pensamentos e palavras, atos e omissões e para Deus todo o pecado tem o mesmo peso, inexistindo pecadinho ou pecadão, não há que se condenar a família de ninguem, por menos ortodoxa que pareça. Se todos os partidos políticos se preocupassem em zelar pelo povo que os elege e abandonassem as negociatas, não ajudariam mais a "familia"? Não pecariam menos?
Abaixo a hipocrisia e abaixo a intolerância. Vamos aplicar a máxima descrita em Lucas, capítulo 6..."não julgueis para não serdes julgados".... e "tirai a trave dos teus olhos, antes de cuidar do argueiro nos olhos alheios..."
Esse sim é o Cristo que acredito, sirvo e sigo...

DPNN disse...

Aqui passou o programa do PSDB. Mas falando do PSC, não vejo nada de absurdo no que dizem, acho coerente que um partido cristão exponha as coisas desta forma. Estranho seria se eles se posicionassem contra o que a igreja diz. É um posicionamento válido e fala direto ao seu público eleitor.

Antonio Carlos disse...

Antes de quererem julgar...olhem para seus próprios rabos...quero que a população responda no voto o ATRASO que vcs representam...LIBERDADE antes de tudo...Se o mundo está a porcaria que está hoje é por causa de pessoas como vcs que disseminam a intolerância...deveriam se envergonhar...Tenho NOJO deste partido que usa o nome de Deus para disseminar valores FACISTAS...voces sao o verdadeiro retrato do retrocesso

Papai Urso do Interior disse...

Qdo vi a cara do deputado-pastor Marco (In)Feliciano desliguei na hora e fui escutar os greatest hits da Macy Gray. Ele se acha tão "iluminado" que já "revelou" a seus fiéis certa vez que contra o Brasil pesa a herança maldita das entidades afro-descendentes, e que uma nação que começa assim não agrada à Deus. Não preciso dizer mais nada, né? Pior crime contra democracia é gente assim estar nas tribunas de Brasília.

Anderson Kbção ® disse...

Infelizmente ontem contei a mesma propaganda nao me recordo em que canal, 7 vezes SEGUIDAMENTE! isso é sem sombra de duvidas um ataque à todas as outras formas de "familia" que seja diferente da propagada por este partido.
Absurdo...

Pedro Bitencourt disse...

Gostei de ver tanta gente indginada! Mas como já disseram lá em cima: " é bom que não se esquecam disso na época da eleição"

eu ainda não vi... vou esperar pra poder ficar mais indginado e descer o pau lá no face tb!

alan raspante disse...

infelizmente, eu vi este comercial insano.

humilhante.

Cara Comum disse...

Não concordo com o DPNN porque uma coisa é o dogma religioso, o que é considerado pecado. Outra coisa é o que é o direito civil, o que é considerado crime, direito e dever. Não se pode misturar essas coisas.

Não frequentar o templo religioso é considerado pecado por algumas religiões. Então seria lícito esse partido propor leis que imponham multas ou prisões às pessoas que não frequentam os templos?

Seria coerente com a religião, mas misturaria direito, dever e crime civil com dogmas religiosos.

Um partido que representa uma facção religiosa não pode pretender impor a transformação das leis civis em extensões de seus preceitos religiosos porque isso não respeitaria a liberdade de crença de que quem crê em algo diferente ou mesmo na liberdade de ausência de crença.

Um partido com bases religiosas não pode privar pessoas de direitos civis porque ele acredita que essas pessoas cometem pecado. Principalmente, se esses direitos, ao invés de lesarem a sociedade, fazem o contrário contribuindo para diminuir problemas sociais como o número insuficiente de adoções.

Estranho seria (e é) se eles, como políticos que deveriam ser, não estivessem dispostos (como não aparentam estar) a fazer a separação entre as esferas religiosa e política, pretendendo ser verdadeiros políticos de um estado teoricamente laico. Assim, não agem como políticos e sim como religiosos.

Se isso não é absurdo, eu não sei o que é absurdo!

Anônimo disse...

Segue um outro ponto de vista que também deve ser analizado. Que cada um respeite a opinião do outro. Isso é democracia...

http://minhocafluorescente.wordpress.com/2011/10/14/valorizar-a-familia-nao-e-homofobia/

Anônimo disse...

O SUJEITO QUE TOCA ESSE PARTIDO DE MERDA AQUI NA MINHA CIDADE NA REGIÃO CENTRAL DO ESTADO DE SP, POSA COMO CHEFE DE FAMILIA EXEMPLAR. MAS É A MAIOR MARICONA... E TEM QUEM VOTA NESSA GENTE HIPÓCRITA.

railer disse...

eu tava csi na record quando passou este comercial. não acreditei no que tava vendo. e o comercial repetiu mais de três vezes no mesmo intervalo! lamentável...

Anônimo disse...

Façam como eu DESLIGO A TV nos dias de horário político, e quando vem estas propagandas idiotas eu mudo de canal, é controle na mão o tempo todo.
Votem nulo em 2014!!!!!

Eduardo Meia Oito disse...

Eu já vi essa propaganda e imediatamente entendi o recado.Penso como o Luciano, na medida em que a sociedade vai se abrindo(e efetivamente o tem feito, a custa de muita luta,muita gente boa)os lados e suas escolhas vão ficando mais claros.Se isso nos incomoda em algum momento, por outro lado é bom, porque não deixa margem de dúvida.Tem muita gente que julgamos de mente aberta e que se esconde atrás de um partido como esse,votando neles, por exemplo.Não vejo essa propaganda, digamos assim, pelo lado religioso não, apesar de não ter nenhuma religião.Vejo pelo oportunismo eleitoreiro mesmo.Conviver com os contrários faz parte da democracia, é verdade, a questão é sobreviver apesar deles.