terça-feira, 13 de novembro de 2012

Cabrón de mierda

Devo ter sido uma das poucas pessoas que gostou do artigo do J. R. Guzzo publicado na revista Veja de domingo passado. Por que o artigo é tão ruim, tão mal escrito, tão imbecil, tão incoerente, tão errado, tão preconceituoso, tão ilógico - que funciona de forma contrária à pretendida pelo autor, e ninguém precisa ser um gênio para perceber isso.

Estou achando que ele usou ironia e sarcasmo para chamar a atenção para a luta pelos direitos civis dos gays. Afinal, um jornalista do conselho editorial da Abril não deve ser tão burro, idiota e tacanho assim.

 

2 comentários:

Margot disse...

Acho que vc gostou foi da possibilidade dele ser "burro, idiota e tacanho".
Mas, realmente...o tiro parece ter saído pela culatra...se a reportagem refletir o pensamento dele.
abraços....
PS: gostei dele de cabeça pra baixo. A merda deve ter descido e se alojou no cérebro...kkkk

Anônimo disse...

Só ele usou de ironia e sarcasmo, né? kkkk Boa!