sábado, 17 de novembro de 2012

Peru com brilhantina

Agora só falta a Tracey Thorn também lançar um álbum de músicas de Natal para este se tornar oficialmente o fim de ano com maior número de lançamentos de discos de músicas de estação de toda a história da indústria fonográfica. Peraí, a Tracey Thorn já lançou o disco natalino no mês passado!

Este Natal da crise já é o mais movimentado no setor de lançamentos de músicas de estação. E a cereja do bolo é o lançamento do CD natalino do John Travolta com a Olivia Newton-John. O disco não escapa do óbvio e assumidamente brega com um setlist bastante previsível (tem Baby, It's Cold Outside, Auld Syne Lang, White Christmas, Silent Night, e I'll Be Home For Christmas entre as treze faixas). A novidade fica por conta da reunião da dupla quase 35 anos depois de Grease - Nos Tempos da Brilhantina transformando as canções de Natal em deliciosos duetos e das participações muito especiais de Barbra Streisand, James Taylor e Tony Bennett. Tradicional, previsível, careta, e inesquecível, como devem ser os Natais.

10 comentários:

Dona Clô ou Seu Crô? disse...

Eles dois ficaram umas tias muito bunitas, eu ia nele depois desse chá com porcelana cafona (cadê produção de arte?)

Anônimo disse...

Tendo eu me mantido sempre virgem de christmas albuns, surpreendo-me pelos recomendados por você incluirem a música 'Baby, It's cold outside'.
Sensual, com duplo sentido, safadinha essa música não tem nada a ver com espírito natalino, em especial, com o muito, digamos, naïf do Natal dos EUA.
E a Wikipedia mostra ter sido ela composta em 1944 e cantada em shows, em 1949 foi comprada pela MGM para filme de Esther Williams, quando ganhou o Oscar e foi gravada por montes de cantores, Dinah Shore, Ella Fitzgerald, June Carter. Só em 1966, o bêbado Dean Martin incluiu-a em christmas album e passou a ser a cereja desses eventos. A ligação com o Natal, diz a Wikipedia, é a neve lá fora.

Anônimo disse...

A ONJ está uma gata, mas o simpático Travolta ficou parecendo um ET

Dino Costa disse...

realmente a capa do cd ficou breguíssima (o que esperar das interpretações??), mas a bebida na xícara não deve ser chá, deve ser egg nog...

Travolta está tão gay a capa! Devia escancarar logo esse armário...será que ele ainda acha que ninguém sabe???

Anônimo disse...

A propósito de 'It's cold outside': há uma gravação antológica de um programa de rádio, em 1949, em que os séríssimos Bing Crosby e James Stewart cantam esse dueto, certamente uma brincadeira, mas que nem por isso tremeram menos as rochas da costa da Irlanda, do outro lado do Atlântico.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Eu não sou do time q curte Natal ... já se foi este tempo ... mas as canções eu adoro ... qto mais "brega" melhor ...

bjão

Luciano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciano disse...

"Baby, It's Cold Outside" já foi bastante comentada aqui no blog antes, principalmente nesta época de final de ano. Vale a pena revisitar principalmente estas duas postagens antigas:
- http://muquedepeao.blogspot.com.br/2011/12/esta-frio-la-fora.html
- http://muquedepeao.blogspot.com.br/2010/12/esta-frio-la-fora.html
Beijos!

Dimas disse...

Não curto Natal e nunca comprarei um disco "natalino" .

Acho tudo uma baboseira comercial, no fim tudo não passa de uma insanidade geral!

railer disse...

que bacana os dois juntos depois de tanto tempo. deve ter sido um encontro maneiro. quanto ao cd, deixo para os americanos.