domingo, 25 de novembro de 2012

Que falta que faz um terremoto

Agora é oficial: estou órfão de novelas e passando por uma crise de abstinência grave. Sempre gostei de novelas. Gosto de acompanhar as histórias, sofrer junto, ouvir as pessoas conversando na rua como se os personagens fossem seus parentes. Mas, logo depois de uma safra de boas produções que colocou no ar Avenida Brasil e Cheias de Charme ao mesmo tempo, parece que a Globo perdeu a mão.


Lado a Lado é bonitinha e tem uma reconstituição de época muito bem cuidada. É a única que eu consigo assistir de vez em quando, mas mesmo assim sem nenhum compromisso. Fico um pouco irritado com a liberdade de os personagens de cem anos atrás se portarem e falarem como se estivessem nos dias de hoje. As mulheres são liberadas e independentes demais, e as crianças no colégio usam mochilas nas costas!!! Gente, mochila nas costas não se usava nem na minha época de escola, e eu nem sou tão velho assim.

De Guerra dos Sexos não dá pra se falar nada. A novela parece ser simplesmente uma sucessão de cenas com o Tony Ramos gritando ou o Edson Celulari todo descomposto e atrapalhado. Simplesmente insuportável.

E o quê dizer de Salve Jorge? É cheia de boas intenções que não funcionam. Quem ainda aguenta ver a Neusa Borges fazendo o mesmo papel pela enésima vez? É um déjà vu ruim. E tem muita coisa chata ou mal feita. O papel da Betty Gofman chega a ser constrangedor. A única solução viável seria promover um terremoto matando 90% dos personagens e tentar começar de novo.

11 comentários:

Dimas disse...

Luciano, realmente a safra atual é muito ruim- novela de G.P. é sempre uma droga e Salve Jorge repete todos os erros de outras da mesma autora.
E ninguém merece a canastrice do galã protagonista...

Guerra dos sexos é uma baboseira sem fim, pena um elenco tão bom ser desperdiçado num remake horrível.

Quem sabe a bomba da baixa audiência não detone ambas?

Rodrigo Teixeira disse...

hahahhaa eu até pensei em escrever um post do tipo "quando começa a proxima novela mesmo", por que achei muito ruim essa salve xorgi... até tenho me estendido na academia, essa semana que assisti um capitulo inteiro, por que ta punk de aguentar o Raj-esse-cara-sou-eu

Oliveira Santos disse...

Estou assistindo Lado a Lado, confesso também que as vezes estranho algumas modernidades, ainda mais que as novelas de época na Globo sempre foram bem estruturadas em todos os sentidos no quesito época, tudo de época mesmo, uma viagem no tempo, mas estou gostando, Guerra dos Sexos assisti a original, e esta atual, remake, nem tive e nem tenho interesse de ver, só pela chamada uma chatice, quanto a Salve Jorge parei de ver, vi alguns capítulos, cansei, tudo muito chato. A verdade é que as novelas não são como antigamente. Ficaram muito, mas muito ruins.

Anônimo disse...

Lado a Lado tem os floreios e as limitações que o formato impõe. Mas é um trabalho bem simpático. Enfoca trajetórias marginais à época e que por isso mesmo ajudaram a superar o Império. Sem as tantas Lauras e Isabeis, o Brasil certamente seria menos palatável.
Já sobre as outras duas, uma palavra: acomodação (dos autores, da Globo, etc.)
Boa semana!

glatex disse...

rapaz realmente tudo muito chato. a das nove é extremamente repetitiva, a das sete é uma sucessão de trapalhadas sem graça, sem falar na constrangedora atuação do gianechini, que eu ainda tinha esperança que fosse um bom ator. e a das seis tá se tornando uma decepção pra min, pq era boa no começo mas agora algo acontece que as falas dos principais atores soam artificiais. sempre tento mudar de canal pra não dar audiência principalmente pro salve jorge

Anônimo disse...

Tudo bem que você ache as novelas atuais da Globo decepcionantes, mas que crianças não usavam mochilas no colégio no seu tempo de criança, essa não. Tenho idade para ser seu pai e usei mochila na escola primária.
Pode ser que em sua cidade, lá pras bandas de Pantano de Riba, não fossem vendidas - quando fui morar no interior do Estado do Rio, a mochila me garantiu o apelido 'coreano', pois estaria voltando da Guerra da Coréia -. Ou talvez, para evitar a associação com forças armadas - instituições caracterizadas por homossociabilidade -, os padres de seu colégio não permitissem tais aparatos.

Anônimo disse...

É isso aí Luciano, tô fora...Preciso muito baixar e assistir mais séries!!! Novela não rola até a volta da turma da Carminha (rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs). Volta, Volta empreguetes!!!
abs

Anônimo disse...

No fundo eu sabia que não era só eu quem me sentia assim. Triste para alguém que escreveu "O Clone" e "América".

Televino Brasilino disse...

Nem Jorge salva! Gloria Perez, Gilberto Braga, Manoel Carlos e afins tem de entender de uma vez por todas que escrever sempre a mesma novela e achar que o publico vai aplaudir não é mais garantia pra ninguem, se quiserem se salvar tem que fazer o que já fez Aguinaldo Silva e João Emanuel Carneiro, que é simplesmente sair da zona de conforto e adentrar nos conflitos humanos longe do Leblon e dos lindos cenários de empresas, mansões ou mesmo lugares estrangeiros com costumes medievais impensáveis e dancinhas ridículas, o povo quer verdade, agilidade e dramas humanos reais pra se emocionar. Sou viúvo da avenida e tb das empreguetes, entendo pacas o que vc tá passando... A Globo já experimentou a receita do sucesso esse ano, só não repete a dose se for burra.

Anônimo disse...

Lado a Lado merece minha atenção e é bastante comentada em sala de aula por professores de historia, traz a origem do samba, as revoltas do inicio do seculo passado, a deselitização do futebol que era tão burguês a ponto de ser chamado de football na pronuncia inglesa e tudo mais, Salve Jorge já esperava bobagem pois Gloria não consegue fazer outra coisa a não ser lançar modismos e bordões, Guerra dos Sexos era minha esperança mas foi assassinada pelo proprio criador Silvio de Abreu e tb pelo aloprado diretor Jorge Fernando. Remakes devem ficar fora de cogitação, macular criações antológicas dos anos 80 como TiTiTi e Guerra dos Sexos devia dar cadeia.

Margot disse...

Apesar dos floreios de Lado a Lado, é a única que vejo. Não aguento o Jorge Fernando e com todo respeito...a mãe dele com aquele assovio no estacionamento só piorou o que já era muiito ruim.
O Coitado do Jorge... tadinho, aquele povinho não tem conserto, nem aqui nem na Turquia. Quando vi a canastrice dos vilões e dos mocinhos... desisti...e quando vi a Vera Fischer...
enterrei... quem aguenta????
Abraços