terça-feira, 6 de novembro de 2012

Matando a cobra e mostrando o pau


Enquanto a França está em vias de dar para trás (para quem não conhece a expressão, isto não é uma coisa boa) com as promessas de campanha sobre a regulamentação da igualdade no casamento, a Espanha acaba de falar grosso com os conservadores que entraram com recursos contra o casamento igualitário aprovado há sete anos. Depois de um longo trâmite jurídico, o recurso foi finalmente julgado pela suprema corte espanhola que considerou a lei constitucional. Agora, os conservadores vão mesmo ter que se contentar em continuar reclamando para o bispo. Na foto, Carlos Baturín e Emilio Menéndez, primeiro casal gay que contraiu matrimônio logo após a aprovação da lei.

3 comentários:

Margot disse...

Eu gostei da carinha desse casal. Parecem em paz.
beijos

Anônimo disse...

Quem diria, logo a Espanha, com tantas assombrações guardadas no armário da História, estaria dando exemplo. É para isso que serve ter um bom STF!

Renato disse...

Obama é reeleito presidente dos EUA.

O casamento gay é legalizado em seis Estados do país e no Distrito de Colúmbia --nesses casos, o direito foi conquistado por meio de legisladores ou de ordens judiciais, e não por votação da população.

O Maine se tornou o primeiro Estado americano a aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo por voto popular, durante um referendo realizado nesta terça-feira.