quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Homo sapiens

Dos pontos de encontros para homens gays eu sou do tipo que prefere sauna a boate. Não sou da noite, gosto de dormir cedo, prefiro papo a música alta, e não me impressiono por carão em roupinha de grife. Sem contar que na sauna what you see is what you get.

Aqui em Buenos Aires já conheci várias saunas. Todas têm um aspecto decadente como a cidade. Mesmo as que tinham uma cara melhorzinha como a Full Spa estão atualmente gritando por socorro.

Ontem fomos conhecer a Homo Sapiens, na rua Gascón, em um lugar tranquilo de Palermo. Estava super curioso quanto à frequência, que é o que normalmente define a atmosfera do lugar. A Energy Spa, por exemplo, é frequentada por homens mais velhos com cara de casados fazendo arte escondido e a Full Spa é frequentada por garotões sarados que nem te enxergam se você tiver mais do que um grama de gordura no corpo e não tiver sinais de modernidade como brinquinhos e tatuagens.

A Homo Sapiens me surpreendeu pelo ecletismo. É feia na entrada, que mais parece a bilheteria de um cinema velho, e o bilheteiro tem cara de quem já estava morto há algum tempo. Depois atravessa-se umas cortinas de palco vermelhas que dão acesso ao bar. Para quem está chegando pela primeira vez, tudo parece muito estranho.

Depois que a gente se acostuma com o labirinto de corredores, escadas e passarelas (pareceu-me que eram várias casas que foram sendo emendadas), dá pra começar a curtir o lugar. E aí a surpresa: é realmente a sauna mais eclética que eu já vi. Tem homens maduros, garotões, muita gente absolutamente normal - num movimento incrível o tempo todo. O pessoal é simpático, receptivo, e o ambiente do bar é ótimo para um bate-papo assistindo a videoclipes projetados em um telão. A diversidade da fauna com tantas tribos convivendo juntas sem divisões torna o lugar mais interessante

Nestas horas, ser estrangeiro carne nova no pedaço é uma grande vantagem. Conversei com gente interessante, diverti-me bastante e relaxei nas sanas seca e a vapor para curar o corpinho das longas caminhadas dos últimos dias. Saímos de lá renovados.

 

8 comentários:

Rodrigo Teixeira disse...

que delicia! Aliás, compartilhamos dos mesmos gostos!
;)

Anônimo disse...

Modernidades como brinquinhos e tatuagens, hahahah. Talvez no século XIX eram modernidades, bee!

Pedro disse...

Tô meio, digamos assim... surpreso!

Quer dizer então que sauna não é um lugar exclusivamente pra trepar e recheado de michês?
Sério, apesar de gay assumido desde adolescente (já se vão uns 10 anos), nunca tive familiaridade com saunas, assim como meus amigos (ou eles têm e nunca me disseram).

Acho que talvez eu não as conheça justamente por ser assumido desde cedo. Sempre me pareceu um ambiente mais gueto, mais de gente que justamente ainda não conseguiu se livra totalmente do armário. Tive minha fase deslumbrada de boate, cansei. Passei para festinhas mais intimistas, mas ainda abertas ao público e tbm cansei. Por fim, hj em dia me restrinjo a barzinhos com amigos gays e não gays, mas sinto falta de conhecer e interagir com gente nova e nunca pensei que sauna poderia ser uma opcão, até pq sempre achei que fosse um lugar feito exclusivamente para uma fast foda.

Ressalto que falo isso sem o menor juízo de valor, até pq msm sem frequentar saunas já tive as minhas.

Enfim, todo esse testamento é só pra confirmar: saunas são mesmo um lugar bacana apenas para diversão e amizades?

ivan disse...

já eu pertenco a um terceiro grupo: os que não gostam de balada e muito menos de sauna, viva a diversidade! :)

Mas eu estava em BsAs na semana passada mesmo, e me assustei com a decadência da cidade, principalmente pelos apagões nos dias quentes... imagina estar na sauna numa hora dessas!

abcs.

Anônimo disse...

E viva o sexo a tres, adoro fuder com casais!

Anônimo disse...

bee conta the real story, ng vai a sauna fazer amizade e bater papo, conta pro teu "público" o que o casal realmente gosta nas horas vagas e pára de fingir que é um casal hetero nas aparências

Anônimo disse...

Visitei a Sauna Nagasaki (BsAs). Uma boa opçao. Próxima de um Shopping e ao lado do metro Carlos Gardel.
Limpa, organizada e com todo tipo de caras.
Vale a dica.
Hoje vou a Homo Sapiens.

Anônimo disse...

Após conhecer a Nagasaki (que achei muito interessante) fui depois na Homo Sapiens. O espaço é enorme. Uma ousada concepção de sauna / cinema / bar.
A sauna úmida é perfeita: espaçosa e bela. A seca é o padrão normal.
As duchas são ótimas.
Ponto positivo para as cabines: espaçosas.
Quanto ao pessoal: todos os tipos. Vais do gosto e da sorte. Indico!