quinta-feira, 26 de abril de 2012

Confissões de um ex-hétero

A ciência e a política das sociedades mais avançadas dão sinais que devem em breve enterrar de vez a ideia das terapias reparativas para reversão de orientação sexual. Esta semana foi o professor Robert Spitzer, catedrático de psiquiatria da Universidade de Columbia, que veio a público pedir desculpas para a comunidade gay por um estudo escrito em 2001 em que afirmava que em alguns casos era possível reverter a homossexualidade de pacientes.

E há duas semanas foi o prefeito de Londres que proibiu uma campanha que circularia nos ônibus da cidade com os dizeres "Ex-gay and proud. Get over it!". O prefeito foi categórico "Londres é uma das cidades mais tolerantes do mundo, e não toleramos a intolerância. É claramente ofensivo sugerir que ser gay é uma doença da qual a pessoa pode se recuperar, e eu não quero este tipo de sugestão circulando pela cidade nos nossos ônibus".

Muitos gays já tentaram mudar, até mesmo por conta própria. Na adolescência, pressionados pela família e pela sociedade, grande parte dos gays já tentou viver uma vida heterossexual convencional antes de finalmente se assumir. O que prova que, embora não existam ex-gays, ex-héteros existem aos milhões.

8 comentários:

Lucas T. disse...

Ô se existem. E que fofo o prefeito de Londres. Enquanto isso aqui o Haddad faz de tudo pra se desvincular do Kit Anti-Homofobia e se aproximar dos evangélicos. Nojo.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

ah sim! isto é a verdade mais cristalina q existe ... ex-gay não existe mas ex-hétero o mundo tá cheio ...

Margot disse...

O título me chamou mais a atenção, mas as atitudes foram de muito bom senso. Abraços

Gino disse...

Dessa doença nunca sofri, sou gay desde de bebê!

Dimas disse...

Sou ex-hétero...me senti na obrigação de namorar e transar com uma namorada nos tempos de colégio, tudo para encobrir minha verdadeira identidade sexual.

Ainda bem que aquela fase passou depressa, nem me recordo do nome da namorada ...

Daniel disse...

Não sei se existem tantos ex-heteros assim... mas, com certeza, existem muitos bissexuais. Até porque se um homem consegue transar tanto com uma mulher quanto com um outro homem, ele é bissexual e ponto. Fiz uma tese sobre algo do gênero há 3 anos atrás. Resumindo porcamente, foi como a internet aflorou a bissexualidade do homem moderno, porque até pouco tempo atrás os homens não tinham acesso fácil ao corpo de outro homem a não ser do pai, dos primos, amigos e afins, jutando aí uma total falta de privacidade, que hoje temos dentro de nossas casas e computadores. Em sites como o cam4, por exemplo, podemos apreciar homens se exibindo, tanto heteros qto gays, e teclando entre si, muitas vezes por pura brodagem, outras por curiosidade, curiosidade essa que levou e tem levado até hoje o despertar de uma bissexualidade até então adormecida em muitos. Enfim, paro por aqui afinal, isso é pra ser um comentário, não um post. ;P

Anônimo disse...

Exemplar a atitude do prefeito de Londres.
E falando em prefeito de Londres, agora em maio haverá eleições municipais na Inglaterra e um dos favoritos ao cargo é um bonitão chamado Brian Paddick. Ele é ex-comissário da Polícia Metropolitana de Londres, gay assumido e casado com Petter Belsvik. É hoje um dos principais ativistas em torno do casamento igualitário na terra da Rainha.

railer disse...

ótima atitude do prefeito de londres e você mandou muito bem no último parágrafo. assino embaixo.