segunda-feira, 16 de abril de 2012

Titanic


Titanic é um dos melhores filmes já feitos. Poucos outros filmes conseguiram um equilíbrio tão bem dosado entre história de amor e aventura conseguindo ser sucesso absoluto em todas as faixas etárias. A insistência de James Cameron - que muitos julgaram loucura a princípio - de filmar cenários móveis em tamanho real montados dentro de um tanque de água gigantesco rendeu imagens de um realismo impressionante. Não me lembro de nenhum outro filme que tenha sido relançado quinze anos depois e ainda consiga atrair multidões e lotar salas.

Tudo em Titanic é grandioso, até o ódio dos detratores. Sempre é possível gostar ou não gostar de um filme, mas o grupo dos que não gostam de Titanic é mais visceral. Há vários sites na Internet dedicados a explica-los, onde eles são referidos como Titanic trolls pelo fato de nutrirem uma antipatia gratuita por algo tão popular. A explicação é justamente esta: alguma pessoas se autoproclamam defensores de uma contracultura alternativa e não suportam a ideia de serem associadas a algo que faz sucesso ou seja popular, precisam ser sempre do contra. É uma história parecida com a dos grupos que odeiam o iPad, ou o iPhone, ou o Windows - a velha 'mágoa de caboclo' com o sucesso alheio.

Junte-se a isto a música tema My Heart Will Go On. Uma balada romântica padrão interpretada por uma cantora de voz impecável. Que tocou nas rádios pelo menos um bilhão de vezes na época do filme e acabou se açucarando demais. Mas qualquer pessoa que coma 1 kg de açúcar com uma colherinha de chá vai depois sentir náuseas só de pensar. O injusto é colocar a culpa no açúcar.

Assisti ao filme ontem - data do centésimo aniversário do naufrágio - em sessão lotada que terminou perto da 1 da manhã, e me diverti mais uma vez. Eu até tenho o DVD, mas Titanic é filme para a tela grande. E embora não tenha sido originalmente executado em 3D, é inacreditável o que se consegue fazer com alguns milhões de dólares na mão. Não que o filme precisasse, afinal foi feito para que o espectador se sinta no meio da ação o tempo todo, mas as cenas tridimensionais ficaram impecáveis! Titanic ainda tem muito fôlego.


9 comentários:

marta matui disse...

Sou das que odeiam. E não é gratuito não. Odeio porque acho muito ruim. Desde a música, que me dá ganas de dar um tiro na cantora nos acordes mais altos e insistentes, quanto a história. Acho inverossímil. Toda histoeira é inverossímil mas esta não acontece dentro da minha cabeça, não me engana, não me emociona. Até a morte lenta dele afundando nas águas geladas, afundando aos poucos enquanto diz palavras de amor, me irritam profundamente. E a cena dela de braços abertos na proa/popa do navio também, eu dava um tiro nos dois, hahahahahahahaha!.Derrubava da proa/popa, hahahahahahaha! Ai, ai... o ódio é imenso, rs.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

não vi o original acredita? acho q sou o único no planeta! rs ... mas o 3D quero ver ...

Thiago disse...

Adorei o texto Luciano! Concordo plenamente com você. Assisti ao filme semana passada e acho que senti ainda mais emoção do que a 15 anos atrás. É triste ver pessoas que perdem seu tempo tentando detonar com algo que caiu no gosto popular. Acho tão pequeno quando pessoas entram em grupos que não aceitam algo apenas por fazer sucesso ou agradar a maioria.

Anônimo disse...

Aff vc e Tony Goes eh sintonia total de pensamento. So many times writing about the same stuff, same day and sometimes at the same time. Both very good. x

Margot disse...

Também não gosto, mas por motivos diversos. Foi um acidente muito feio e triste para que o cinema o transformasse mais em estória de amor do que num documento informativo. A juventude de hoje pensa que é só um filme, raros sabem que realmente aconteceu e que não foi lindo e emocionante como mostra o filme. As únicas emoções aliás...foi o medo e o terror. Abraços

Anônimo disse...

O, Margot, mas o filme não é culpado pela ignorância dos jovens. Se a pessoa acha que a Cleópatra se parecia com a Elizabeth Taylor a culpra não é de Hollywood. Existem três versões cinematográficas de Titanic anteriores ao filme do Cameron - todas de muito sucesso e uma delas, inglesa, excelente. Mas pelo jeito vc tb não sabe disso. Bj, Margot!

Aldo disse...

Gostei muito do filme na época, mas hoje em dia quando passa na tv, já fica tão sem graça.

P. Florindo disse...

15 anos depois e ainda sinto agonia com a cena em que a água começa a engolir o navio enquanto a Kate procura ajuda para soltar o Jack das algemas.

Nelson disse...

Acho cafona.