quinta-feira, 12 de abril de 2012

Desde sempre

"Se se tratasse de uma decisão a respeito de homens, e não de mulheres, a descriminalização do aborto já estaria autorizada desde sempre”. Com esta afirmação brilhante o ministro Ayres Brito do STF resumiu toda a falta de altruísmo que vemos nos movimentos sobre direitos e garantias individuais na sociedade. As discussões só avançam com base no proveito pessoal.

Há uma hora começou oficialmente a campanha pelo casamento civil igualitário capitaneada pelo deputado Jean Wyllys, uma iniciativa inédita no país. Estou torcendo muito para que a campanha faça bastante barulho e chame muito a atenção e consiga fazer com que as pessoas passem a enxergar além do casulo de egoísmo em que se envolvem. Porque mesmo entre os homossexuais, os principais interessados, há pessoas que acham tudo isto uma grande bobagem pelo simples fato de que não pretendem se casar um dia. 

Em outras palavras, algumas pessoas não conseguem se sentir envolvidas por uma campanha da qual acreditam que não podem tirar nenhum proveito pessoal. É mais ou menos como estar pouco se lixando para uma hipotética volta da escravidão - "eu não sou negro mesmo, então para mim não faz diferença". Ou não se tocar pela batalha tão árdua que as mulheres desde país travaram até a decisão de hoje do STF - "eu não sou mulher e não vou nunca engravidar, então para mim não faz diferença".

O bonito desta campanha pelo casamento civil igualitário é justamente o fato de ela ultrapassar as fronteiras da comunidade homossexual. Pois ninguém deve lutar por direitos porque é negro, ou mulher, ou homossexual. Temos a obrigação de lutar porque somos cidadãos.



5 comentários:

Tatá - Ataulfo Santana disse...

Oi, Luciano

Parabéns pelo blog, é excelente!

Estou construindo um sobre cultura LGBT e gostaria de trocar backlinks contigo. http://brgay.blogspot.com.br/

Beijão, Tatá

Margot disse...

Como sempre Luciano seu post de hoje veio cheio de bom-senso e lutando pela cidadania em si, sem distinção de gêneros. Que essa campanha seja vitoriosa, mesmo que nos pareça ser desnecessária, caso o país, constituído por seu povo, se dignasse a usar a razão na doação dos direitos tanto quanto na cobrança dos deveres.
Abração.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Cidadania é isto: Super apoio!

Marcelo Serrano disse...

Acho EXCELENTE essa campanha, o apoio de tantas pessoas famosas (e formadoras de opinião) e todo o barulho que o Dep. Jean Wyllys tem feito pela causa LGBT em Brasília.
Já divulguei no Facebook, já assinei o Abaixo Assinado e vou continuar divulgando.
De passinho em passinho a gente vai conquistando nossos direitos, que vamos combinar, já deveriam ser iguais a todos, afinal, a constituição é uma só, né?

Le1dro disse...

ja entrei la no site e assinei a PEC. Repassei para um numero enorme de amigos no meu face e uns 40% assinaram pelo menos =)