domingo, 22 de abril de 2012

O Instagram


O Instagram já é uma febre. Eu, que sou apaixonado por fotografia, estou curtindo e acho ótima qualquer iniciativa relacionada a este campo. Mas tenho algumas reservas sérias.

Hoje em dia a esmagadora maioria das fotografias não são produzidas por câmeras fotográficas propriamente ditas, mas por dispositivos acoplados a celulares. A disseminação indiscriminada da possibilidade de fotografar chega a ser irritante em shows e eventos, quando centenas de mãos ficam disputando o melhor ângulo da foto e atrapalhando a visão de quem está simplesmente tentando assistir ao show.

Mas o pior é que toda esta nova geração está se esquecendo do que é uma câmera fotográfica e todos os recursos que ela pode ter. Os dispositivos dos celulares já permitem tirar fotos com foco perfeito e altíssima resolução, mas estas são apenas duas das características de uma boa foto. Quem nunca manuseou uma câmera de verdade não tem ideia do trabalho do fotógrafo para encontrar a combinação ideal entre abertura do obturador e velocidade do diafragma, ou a escolha da distância focal - pequenos detalhes que são cruciais para se obter uma foto realmente especial.

Instagram não considera nada disto. Foi feito para uso em celulares, tendo em mente os dispositivos do tipo point-and-shoot. Utiliza um dos formatos mais inadequados de fotografia que é o quadrado perfeito, que havia sido abandonado há décadas em favor de outros formatos mais apropriados para retratos e paisagens. E disponibiliza alguns filtros fixos que não permitem ajustes, a maioria baseado nas antigas máquinas Polaroid que deixam as fotos com aspecto "lavado". O usuário fica com a falsa ideia que está produzindo uma foto "arte" enquanto está simplesmente conseguindo disfarçar alguns defeitos da própria foto.

Eu tenho a impressão que o Instragram vai cansar logo, logo. E teria ficado mais contente se o aplicativo despertasse nas pessoas o desejo de aprender alguns conceitos básicos de fotografia para produzir fotos mais interessantes. 

(Quem tiver curiosidade de conhecer algumas das minhas fotos meu nome de usuário no Instagram é luguima2011).

8 comentários:

Unknown disse...

Vejo o seu blog desde quando o Tony te anunciou...nunca fiz comentários, mas acho fabuloso os seus posts, e suas fotos um show de olhar...bom, vou te seguir no Instagram...afinal suas fotos sempre são fantásticas...

Daniel disse...

Desculpa mas discordo, o instagram não é necessariamente um site com a intenção de mostrar fotos profissionais. Não é essa a proposta dele, como tbm não é a proposta de quem curte ou quer aprender mais sobre fotografia se inspirar no instagram. Não confunda ufas com lhufas. Menos. ;P

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Eu gosto mas não sou viciado ... ainda ... rs

vou te add

bjão

Luciano disse...

@Daniel:
Eu não disse que esta é a proposta do Istagram. Assim como o próprio facebook, cada um encontra o uso que melhor lhe convém. Eu só disse que ficaria mais contente se o uso do aplicativo, que se popularizou, despertasse nas pessoas o desejo de aprender mais sobre fotografia.
**

Daniel disse...

O instagram é uma rede diferente para cada pessoa.

Assim como no FB eu tenho amigos pessoais, no twitter eu tenho amigos nerds virtuaiss, no instagram eu tenho amigos fotógrafos.

ele foi desenvolvido para iPhone inicialmente, que hoje conta com câmera de 8MP. E você não precisa usar fotos tiradas com o dispositivo. Qualquer foto na memória dele pode ser uploadeada. E claro, você só usa filtro se quiser. E pode usar filtro de outro aplicativo e uploadear a foto do seu álbum do seu dispositivo.

Eu dei uma limpa no meu. tirei as fotos muito narcisistas. Estou focando mais em fotos que eu considero realmente interessantes para quem não me conhece. Uma versão estática do "Mundo em meus olhos". E o uso das hashtags é fenomenal. Você passa a ganhar likes e seguidores de todo o mundo e navega pelas fotos das pessoas com assuntos iguais ou tiradas no mesmo lugar. E ainda tem o concurso da "hashtag" do final de semana (siga o perfil do instagram no twitter para ficar por dentro).

E também estou dando unfollow em gente que eu adoro, conheço pessoalmente, mas não estou a fim de poluir a minha time line com autofoto de gente malhando de frente pro espelho da academia ou foto de pé na rua. Ao passo que estou começando a seguir gente do mundo inteiro com olhar fotográfico. Acabei de fazer um amigo em Berlim hoje.

Em tempo, meu irmão também resolveu se aventurar no mundo da fotografia profissional. Já é a segunda fonte de renda dele. Como ele tem um tablet Samsung, só entrou agora pro intagram. É só seguir o eduardocassus.

P. Florindo disse...

Acho os efeitos do aplicativo muito bonitos, mas cansa um pouco quando você vê comida e qualquer coisa com um ar de anos 20, 30, 70...

Aldo disse...

Deixa de ser ciumento Luciano. As pessoas não estão preocupadas com a parte profissional e técnica de como tirar foto, elas só querem se divertir. Só isso.

Just wanna have fun!!

marta matui disse...

Dependendo de quem você segue o Instagram é uma viagem muito legal. Mas alguns só postam bobagem, como no Facebook. Aos poucos vc vai selecionando melhor, não é sobre fotografia, é sobre se expressar atravez de uma imagem. Não é sobre tecnica mas sobre congelar um momento que signifique algo. E com o celular fotografamos coisas que seriam impossíveis com uma camera. Dá pra apontar o celular para uma pessoa sem que ela perceba mas não dá pra fazer isso com uma camera. Fotografei Omara Portuondo na sala VIP fingindo estar lendo um email no celular. O Instagram é um twitter de imagens.