sábado, 30 de abril de 2011

The day after

As pessoas achavam que hoje todo mundo já teria virado a página e esquecido o casamento real. Afinal, é só um monte de detalhes fúteis de uma realeza idem. Ledo engano! Como alguém já disse antes de mim com palavras melhores, o povo gosta mesmo é de luxo e riqueza. Só os sociólogos gostam de pobreza. E os petistas. Tem um monte de gente que até hoje mantém um poster do Che na parede e usa palavras como "burguesia" e "império" (e agora "tucano") em cada frase e achou tudo aquilo um grande circo - mas está lendo todos os detalhes escondido no banheiro. Afinal, como resistir?

Fiquei tentando descobrir quando foi que eu pisquei que o Príncipe Andrew embarangou e eu não percebi. Quando a Diana ainda não fazia parte da família real era o Andrew a estrela daquela família de gente geralmente muito feia. Tá certo, todo mundo envelhece um dia, inclusive eu. Mas ele é nascido em 1960 e tem só 50 anos!

A estrovenga que a Beatrice escolheu para usar na cabeça - talvez a "coisa" mais fotografada em toda a cerimônia - não foi supresa para ninguém da família. Afinal de contas todos estavam ainda se recuperando da visão da prima no casamento do capitão Peter Phillips, filho da princesa Anne, em 2008. E naquela época nem ainda existia Lady Gaga para inspirar ninguém. Temos que admitir que ela é corajosa mesmo. E estou começando a achar que é a Lady Gaga que se inspira nela.









E a foto que poucos viram e que ainda vai dar o que falar. Aquele segundo capturado por um fotógrafo bem posicionado que já nasce como piada pronta:


Depois disto tudo, para aliviar a tensão, só mesmo dando cambalhotas na nave principal da Abadia de Westminster como fez um dos padres que auxiliaram na cerimônia:


10 comentários:

Diego disse...

Vou roubar essa foto, ela é boa demais!

Anônimo disse...

É verdade este Andrey fiquei assustado como ele ficou tribufu de feio nossa, o tempo passa voa, esta cena dos noivos ai jesussss!!!
E esse padre os espíritos da Abadia devem ter saído voando de susto por causa da ousadia deste padre nossa jesuuusss!!!!
E esta Beatrice um desastre nossa!!!!!

Lobo disse...

Sempre tem um fotógrafo maldito posicionado estrategicamente para tirar uma foto comprometedora, não importa a situação hahaha

Paulo [ALT] disse...

Aconteceu algo estranho comigo, tinha acabado de rever O Nome da Rosa quando desliguei o dvd e coloquei no jornal. Não é que aparece esse padre dando cambalhotas? Pois é, o tempo passa mesmo kkkk

[ps. que bom que passa, pq se não passasse estaria sem pc ainda. em surto total]

Abraçoo luciano!

D.a.v.i.d disse...

Achei tudo muito chato...

marcos guinoza disse...

Dizem que os ingleses envelhecem mal. Veja o caso do Robert Plant, gato no Led Zeppelin e hoje... Quanto ao casamento real, achei tudo muito chique... Abs.

Paulo do Sul disse...

Me lembro, o Andrew era o gatão da família. Realmente ele envelheceu rápido, mas aí pode ser tantos fatores, entre eles ter de fazer coisas sem muito poder de escolhas dentro do mundo da nobreza. Os eternos "paus mandados" da rainha.

Papai Urso do Interior disse...

Andrew não está tãããão mal assim... Me fartava com ele sem remorso pré ou pós-cama! Por baixo da batina desse abade deve ter um corpo trabalhado em Cristo, afinal fazer duas estrelas seguidas sem errar não é p/ qualquer um! Piada pronta urgente p/ tablóides de lá (que adoram!): the first royal blow job... rsrsrs. Achei tudo lindo, excitante, fetichista e glorioso como deve ser. Quem gosta de favela e casório na laje, tá no lugar certo: brasil com 'b' minúsculo.

Anal-Fáh Bétto disse...

"na tua boca eu vyro fruyta, chupa que é de uva, chupa, chupa, chupa que é de uva!" Kate Middleton's song in Portuguese for her loving husband Prince William, ins't it hot?! Gosh, I wet myself all over...

david era uma vez... disse...

No dia do casamento comentei isso em casa... Andrew era muito bonito e agora esta essa coisa... o proprio noivo era muito melhor... ja esta dando sinais fortes de embarangamento!!
O sangue real tem poder... enfeiesse todo mundo, mesmo qdo mistura-se nesse sangue alguma beleza!

Abraços meu querido