sexta-feira, 8 de abril de 2011

Uma porta


Você já experimentou parar ao lado da porta de sua casa e discutir um assunto importante com ela? E esperar que ela entenda? Tentar argumentar com o deputado Bolsonaro é mais ou menos a mesma coisa. Com a diferença que uma porta provoca menos raiva.

O deputado esteve esta semana no programa Superpop da rede TV discutindo suas declarações polêmicas com um grupo formado pela Tammy (que é lésbica, filha da Gretchen), dois pastores gays que têm filho adotado, e outras subcelebridades simpatizantes. A apresentadora é fraca e o programa idem, mas acho que mesmo com um excelente facilitador e bons debatedores o programa não teria rendido. Bolsonaro é um caso perdido; não há como tentar convertê-lo ou convencê-lo de qualquer coisa. Sem saber ele vai acabar prestando um ótimo serviço porque vai virar um daqueles personagens folclóricos e ridículos que os jovens tomam como modelo do que não deve ser seguido.

Para quem tiver paciência de assistir todo o programa (eu não tive), ele continua aqui: Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6.

7 comentários:

Lucas T. disse...

Post válido, mas não vou assistir nem a um segundo do programa. Não curto o Superpop nem para fins cômicos.

Thiago Lasco (Introspective) disse...

Pra se sentir menos desconfortável com esse surtado do Bolsonaro, só mesmo pensando que ele vai acabar queimando o próprio filme e se tornando um cara ridículo mesmo aos olhos do bonus paterfamilia, o tal cidadão médio.

Papai Urso do Interior disse...

Assisti do segundo bloco em diante só p/ ver até onde vai a imbecilidade humana e afirmo: se todos os 120 mil eleitores da Bolsonazi/nara representarem o que ele/a é, esse país tá f**ido e mal pago!! Os pastores gays (oi?!) se saíram melhor que o esperado (pelo menos a meu ver), ah e ninguém se engane c/ a trava Maitê, ela é culta, PORTUGUÊS IMPECÁVEL e por dentro de todas as leis, sabendo de cor capítulos inteiros da Constituição Federal bem como todo o conteúdo da PLC-122, tá meus amores?! O lado cômico ficou mesmo a cargo da Bolsamerda, rsrsrsrs... Me acabei qd ele disse que não ía debater c/ os 'pastores' enquanto os dois ñ revelassem no palco quem era o ativo e o passivo, ele deu a entender que só falaria c/ o 'homem' da relação, hummmmm, sei não hein, rsrsrsrs, esse Bolsa tá tão entreguista... rsrsrsrs... Incrível a misoginia desse doente, pra ele mulher e gay-passivo são lixo e não merecem respirar, dialogar, ser ouvido por ninguém na face da Terra... Argh, it made me sick sometimes, foi muita nojeira, junkie thoughts, mas tive estômago fote e vi esse trash-pop até o fim, rsrsrs... Bolsomerda/Bolsonazi/Bolsonara variações do mesmo excremento que cada dia mais se afunda na latrina, descarga nele, pessoal!!! rsrsrsrs....

Anônimo disse...

gente , meu deus é simples, ele quer ibope!!! E ESTA CONSEGUINDO...

Bruce Lamour disse...

Nenhum dos dois pastores era gostoso...#decepção em Cristo! kkkk... Tammy e a tal da Maytêh A-HAZ-ZA-RAM!! A única que entrou muda e saiu calada foi a afrodescendente q ñ lembro o nome, apresentadora ex-banda beijo gil melândia - pode um nome desses? kkkkk - tava mais perdida que um hetero num papo-fechação, kkkk... Como disse papi oorso, foi um trash-pop mesmo, bolsonazi teve batimnentos cardíacos medidos enquanto mulatonas sensualizavam na frente dele, morriiii c/ tanto nonsense, kkkk.

Cara Comum disse...

Esse deputado é um bosta! #fato

A juventude ao menos tem um ótimo exemplo do que NÃO ser seguido...

Cara Comum disse...

Ah e esqueci de dizer: eu não tive paciencia de ver o vídeo... Sabe aquelas coisas q te dão preguiça mental? Então...

Abração!!