domingo, 16 de setembro de 2012

Surra de pica

A ótima revista Trip dedica a edição de setembro todinha ao melhor amigo de qualquer homem, seja hétero ou gay: o pinto. Entre as várias reportagens e entrevistas muitíssimo interessantes, um artigo relembrando o livro Homens, de Vânia Toledo, o primeiro a desnudar nomes conhecidos em um "tempo em que artistas não eram celebridades, a nudez não era um produto de marketing, e o mundo era muito menos careta".

Tem também uma entrevista com o jornalista Jorge Kajuru que explica como é conviver com uma prótese que deixa o pênis ereto 24 horas por dia, e um artigo de Luiz Alberto Mendes descrevendo a relação com "seu melhor amigo" durante os 30 anos que passou na prisão. Também muito interessante é o artigo "Por que não há Grindr para héteros?" - você já tinha pensado nisto?

E esta ninguém pode deixar de ler: uma reportagem sobre uma sessão de fotos de cuecas para descobrir qual pose, luz e ângulo privilegiam a anatomia masculina. Ah, e tem também uma seção sobre o uso linguístico do pênis para a relembrar os outros nomes pelos quais se apresenta o caralho, pica, rola, vara...

Uma boa notícia: a revista Trip é disponibilizada grátis e na íntegra no iPad.


6 comentários:

Roberto disse...

Existe o Grindr para héteros, o nome é Blendr! Pode procurar na App Store da Apple.

Luciano disse...

@Roberto:
O texto da Trip menciona não apenas o Blendr mas também o Badoo, o MeetMoi e o OkCupid - feitos para héteros - e explica o porquê de não fazerem o mesmo sucesso que o Grindr.
Abraço,
**

Rodrigo Teixeira disse...

Li ontem teu post e corri hoje para comprar. Deixei a revista na mesa, e o mulheriu se adonou... nem consegui folear a revista ainda
:/
Boa semana!

Roberto disse...

Verdade, só depois eu fui ler o texto inteiro.

Anônimo disse...

Essa revista é um cu. Só matéria bosta. Pra trogloditas.

Anônimo disse...

Alguém aí ficou com tesão nos paus de Caetano e Ney? Aposto que a maioria dirá SIM (só que ao contrário!).