sábado, 14 de maio de 2011

A doutora e o palhaço

Fiquei imaginando um evento hipotético que reunisse representantes do nosso judiciário e do nosso legislativo e que colocasse na mesma mesa, lado a lado, a ministra Ellen Gracie e o Tiririca. Sobre o quê será que eles conversariam?

Ellen Gracie é doutora em Direito, além de ter se formado também em Antropologia, já ocupou os cargos de procuradora e desembargadora, foi bolsista do programa Fulbright na American University e foi jurista em residência na Biblioteca do Congresso nos Estados Unidos - e este é só o começo de seu currículo. E Tiririca é um analfabeto funcional que virou deputado.

A reunião hipotética serve para se entender o enorme fosso que separa o Supremo Tribunal Federal, que votou a favor das uniões homoafetivas há pouco mais de uma semana, e o Congresso Nacional, onde nenhuma lei de proteção aos homoafetivos foi apreciada no últimos 15 anos.

Muita gente vai dizer que temos o Congresso que merecemos pois os deputados e senadores foram eleitos pelo povo e o Congresso é o reflexo da sociedade e assim que deve ser em uma democracia. Errado. Este é um conceito idealizado que se desfaz em um Congresso pontuado por frentes e agremiações que adquirem peso parlamentar muito maior do que seu peso na sociedade. O melhor exemplo é a frente evangélica e os ultra direitistas religiosos que bloqueiam os avanços referentes a direitos humanos principalmente dos gays. Este grupo tem um peso no congresso que é desproporcional à sua importância na sociedade do país como um todo. Em resumo, as igrejas evangélicas não me incomodam em nada e convivemos pacificamente, mas no Congresso elas barram os meus direitos e me prejudicam, além de tentar estender seus preceitos para todos os cidadãos civis do país. Isto é uma democracia distorcida, quase caminhando para uma ditadura religiosa.

Democracia realmente é uma forma de governo teoricamente espetacular. Mas eu me recuso a aceitar que o retrato do nosso povo seja este congresso de merda.

15 comentários:

AD disse...

excelente comparativo

Diego disse...

É isso aí. Aproveito e pergunto: o que você pensa do voto obrigatório?

Daniel disse...

é por isso que vivemos num estado democrático de direito, onde o Estado também se submete às suas próprias leis. As garantias fundamentais são uma barreira ao próprio estado para a defesa do cidadão. Um muro onde se lê "aqui não, estado, nesse direito fundamental você não pode mexer"

Paulo Braccini disse...

Vou dar um pitaco em uma área q não domino ... o direito ... mas se a constituição reza que o estado brasileiro é laico como pode existir uma bancada religiosa q tenta impor suas convicções a toda a sociedade sem q o Supremo se manifeste e declare esta atitude inconstitucional ...

e mais ...

continuo achando q cada povo tem o governo q merece ... ele vota e escolhe ... e mais ... não cobra ... então ele é o retrato ta sociedade sim ...

são só opiniões ...

de qualquer forma o post é importantíssimo pois nos leva a reflexões ...

bjão

Murillo disse...

Muitos dizem que queremos instaurar no Brasil uma ditadura gay, mas acho que na verdade estamos tentando derrubar nesse país a ditadura hetero-cristã que se instaurou aqui já em seu descobrimento. É curioso ver que eles dizem por aí que os homossexuais são uma ameaça a sociedade quando são heteros homofobicos que saem assassinando gays por aí.

D.a.v.i.d disse...

Sou professor da rede púbica e vejo todos os dias como a educação está piorando, e o futuro do país será essas crianças que aos 14 anos ainda não sabem ler ou são analfabetos funcionais... em quem será que eles votarão???????

Papai Urso do Interior disse...

Ou me divirto c/ o Brasil ou me suicido! Tb educador como D.a.v.i.d. e tb abismado c/ coisas que vejo/escuto em sala de aula, só acho que os evangélicos tem sim um lobby forte no legislativo que nem judiciário é capaz de brecar, e o pior: união civil e criminalização homofobia ainda dependem desse legislativo tacanho. Poucos dias no meu povoado inauguraram uma torre de radiodifusão, qual não foi meu susto qd voltava p/ casa já a noite, olhei no céu e vi um luminoso no cume da tal torre c/ letras enormes em q lia-se JESUS, só por curiosidade sintonizei a tal rádio em casa, tchanran, 100% evangélica! Mais um veículo p/lavagem cerebral, manipulação política e propagação de preconceitos! Eles são piores q gafanhotos tomam tudo q veem pela frente e se dizem escolhidos por Deus. Proprio Bolsonaro é patrocinado em seus panfletinhos por esse povinho que ainda emporcalha o nome de Deus pra pregar segregação. Não sei onde vai dar isso, mas p/ mim já deu, falo mesmo o q penso na cara da crentarada, derrubo a máscara deles, mostro e provo por a + b q eles gostam mesmo é d grana e é aí que se igualam aos políticos.

Lucas T. disse...

Bom saber que tem gente como o Papai Urso pra fiscalizar essa gentalha, principalmente no interior.

Sou constantemente criticado por amigos por ser tão incisivo no discurso contra as religiões (todas elas), e o que já gastei de saliva tentado mostrar o perigo e todo mal que elas causam, principalmente nas crianças, não está no gibi (como diria mommys). Às vezes canso, fico sem discutir o assunto por alguns dias, mas não consigo me calar diante da doutrinação religiosa de crianças semi-analfabetas e pobres. É um absurdo sem tamanho e o país vai continuar a mesma bosta de sempre se isso continuar.

Mudando de assunto, linkei no meu blog um post ótimo do Pablo Villaça falando sobre comédia stand-up e escancarando a incompetência do Rafinha Bastos, entre outros. Vale a pena ler.

http://lucasthompson.tumblr.com/post/5488389934

Le1dro disse...

Disse tudo. :)

Sil disse...

resumiu brilhantemente o que eu penso

P. Florindo disse...

Concordo com a sua opinião. "Democracia realmente é uma forma de governo teoricamente espetacular. Mas eu me recuso a aceitar que o retrato do nosso povo seja este congresso de merda."

Se dependermos do Congresso, vamos continuar sendo o mesmo país atrasado de sempre.

Lobo disse...

Mais um educador fazendo coro aqui. Porque ter alunos do 8° e 9° ano, e até ensino médio que não sabem ler é no mínimo para sentar na sarjeta e começar a chorar.

E não acho que a religião atrapalhe só no congresso. Atrapalha nas escolas tb. E as vezes fui proibido de falar de sexualidade e de evolução em sala de aula por causa de uma enxurrada de pais religiosos que vinham me acusar de tentar tirar seus filhos do caminho de Deus?

Nestor disse...

Os proprios educadores são instruídos (por diretores e coordenadores) a não falar de suas posições sobre o tema, mais um motivo para ter sim uma lei completa como é a PL-122 que nos ampara e nos tira desse aspecto 'marginal' que é a homossexualidade no Brasil. Incrível qualquer um pode falar o que quiser, nós gays não! Tudo e qualquer coisa proferida é tida como apologia, isso tem que acabar!

Anônimo disse...

Esse congresso Brasileiro é um verdadeiro BURACO NEGRO, aquilo ali deveria ser fechado ou então alguem bombardear aquela porcaria e acabar de vez em dia de casa cheia, aquilo ali é um verdadeiro vaso sanitário sem descarga, espero que um dia esta porcaria feche.

Matheus disse...

Muito boa a colocação do Daniel.