quarta-feira, 11 de maio de 2011

Papai Urso do Interior

Goran Visnjic, que interpreta o jovem namorado, e Christopher Plummer
O título desta postagem é uma homenagem ao amigo leitor Papai Urso do Interior que passa por aqui com frequência e deixa suas impressões sempre com bastante paixão. Lembrei-me dele, que já revelou ter sido casado e ter filhos, quando li sobre o filme Beginners, lançado recentemente nos Estados Unidos diretamente em DVD.

Com grandes atores (Ewan McGregor, mais gato do que nunca, e Christopher Plummer, sempre digno), o filme trata de dois temas muito tocantes: doença terminal e saída do armário de um pai depois de um casamento de 44 anos. Ainda não vi o filme, mas o trailer me deixou atiçado. Se revelar a homossexualidade aos pais não é fácil, imagine revelá-la aos filhos. O filme deve dar muito o que pensar. Imagine alguém que resolve exercer plenamente sua sexualidade sabendo que tem pouco tempo de vida.

Gostei do trecho no trailer quando o pai acorda o filho no meio da noite para perguntar sobre house music. Gostei da alegria quase adolescente do pai idoso redescobrindo a vida e podendo finalmente ser ele mesmo. E gostei da frase perto do final: "Das pessoas como a gente, metade acha que nada vai dar certo e a outra metade acredita em mágica".

6 comentários:

CIELLO disse...

acho super válido pessoas assumirem sua "verdade" e começarem a viver realmente RESPEITANDO aquelas que de certa forma viveram um tempo com elas num certo limbo existencial... mas não acho salutar manter aparências em troco de um certo posicionamento social garantido por uma pseudo-heterosexualidade e que infelizmente, ainda é maioria.

Papai Urso do Interior disse...

Só ñ entendi se é comédia, drama ou um mix d ambos pq esse franjão tardio do Goran Visnjic tá um bad hair day total, rsrs... Tenho que ver esse DVD, anyway.

Pior barra (mundo real) é mesmo abrir p/ filhos pq a gente ama eles assim q põe o olho na maternidade, tipo se não dá certo c/ parceiro, o amor míngua e a gente separa, mas c/ filho ñ tem como, o amor ñ acaba, é vitalício. Vou me sentir um lixão se me ignorarem um dia, mas por serem incapazes d discernir sobre (3 e 5 aninhos), nem posso abrir p/ eles agora. Vivo expectativa da surpresa (boa ou má), isso sim é drama, o resto (pai, mãe, irmãos, ex) é fichinha, hora ou outra entendem ou a gente toma vergonha e se afasta d vez! Obrigado pela menção q p/ mim foi honrosa. Abs.

David ®... disse...

David curtiu sua sugestão e adorei a frase tb, me identifiquei

Anônimo disse...

Eu realmente me identifiquei com a frase, vivo oscilando entre as duas possibilidades.

Edu disse...

Eu queria muito que o Papai Urso tivesse um blog. :-)

O Gato Comeu disse...

Cadê os comments, Jesus?!?!?! O blogger comeu! O blogger comeu! O blogger comeu! O blogger comeu!