sábado, 28 de agosto de 2010

Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é

Ken Mehlman
Até parece que alguém deu uma chacoalhada no galho dos gays famosos não assumidos nos Estados Unidos. Nas últimas semanas foi quase uma enxurrada de gente famosa ou nem tanto declarando a famosa frase "I'm gay". Teve Stephanie Miller - apresentadora de rádio que se assumiu lésbica no ar durante o programa, teve David Yost - da série Power Rangers, e teve Ken Mehlman, a saída do armário que está provocando a maior celeuma. Embora praticamente desconhecido no Brasil, Ken Mehlman é figura conhecidíssima no meio político americano; ele foi chefe da campanha presidencial de George Bush e presidente do Comitê Republicano Nacional.

Embora alguns gays famosos tenham expressado solidariedade, Ken Mehlman está sendo muito atacado porque atuou calado para um partido e uma administração notadamente homofóbicos em uma posição onde poderia ter feito mais pelos cidadãos LGBT . Nem a sua declaração de que a partir de agora se engajará ativamente na luta pela igualdade de direitos dos gays está conseguindo aplacar os ânimos.

Os americanos têm uma obsessão muito grande por definição que às vezes os torna meio chatinhos. Eles se esquecem que o processo de auto-aceitação pode ser bastante complexo. Há grandes impactos pessoais, familiares e profissionais que só quem está no meio do processo pode avaliar.

Acho que eles deveriam estar comemorando mais o fato de Ken Mehlman finalmente ter se sentido pronto, e de terem agora mais um aliado de peso na luta pela igualdade de direitos. Ele se assumiu quando achou que devia. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.

2 comentários:

Paulo Braccini disse...

é isto ... cada um sabe de si ...

bjux

;-)

Papai Urso do Interior disse...

Inteligente, sério, fofo e gay, tudo q peço aos céus todos os dias! Como q vai nascer lá nos EUA?! Crueldade!