domingo, 15 de agosto de 2010

Pelado com a mão no bolso

Imagine que você está andando pela rua e é abordado por um inspector que lhe pede para ver as notas fiscais das roupas que você está usando. Como você não carrega as notas, imediatamente você perde o direito de usar suas roupas e elas desaparecem. O inspetor vira e lhe diz: "Sentimos muito. Aconteceu um erro 417 no seu sistema", e vai embora. E você fica no meio da Avenida Paulista completamente pelado, literalmente com uma mão na frente e a outra atrás.

Surreal? Nem tanto. Este é mais ou menos o princípio do DRM (Digital Rights Management), a famigerada proteção anti-pirataria criada pela indústria fonográfica e utilizada nas músicas fornecidas por alguns sites de música legalizada na internet. Junto da música vem um programinha oculto contendo um certificado digital que é checado toda vez que a música é tocada. Qualquer problema no seu computador ou no arquivo que contém o certificado e bye-bye música - você fica pelado no meio da avenida.

Acredite, o problema é muito mais comum do que a indústria fonográfica faz os clientes acreditarem. A primeira vez que aconteceu comigo foi quando fiz um update no computador - o que transformou um montão de músicas em arquivos imprestáveis que nunca puderam ser recuperados.

Eu sou um ávido colecionador de músicas. Minha coleção de CDs ocupa uma grande área do meu apartamento, e minha coleção de músicas digitais já ultrapassou a marca de 17.000 ítens - e continua crescendo. Muitas destas músicas são compradas de sites brasileiros e estrangeiros que fornecem música com proteção. A primeira coisa que faço assim que baixo a música é tirar a proteção (há softwares para isso, e eu uso o Protected Music Converter, que recomendo com louvor).

Se você tem músicas protegidas na sua coleção, abra os olhos. Você pode acabar pelado com a mão no bolso. De consolo só a mensagem "Sentimos muito mas este arquivo não pode ser tocado". Sentem muito? Então, tá.

2 comentários:

Paulo [ALT] disse...

Caramba!
Sacanagem isso. Não sabia e foi bom ler aqui. Não costumo comprar esse tipo de coisa pela internet e não tinha idéia desse arquivinho que vem junto.

btw, Pete Murray entrou na playlist aqui minha tb, junto com algumas do Ivri. Achei uma versão daquela um pouco antiga Nights in White Satin com ele [pelo menos diz o arquivo que é com ele] e gostei bastante.

Abraço!

[ joe ] disse...

Pois é. por isso não curto essa história de comprar música digital. ou compro o CD físico, ou baixo de graça. Se é pra 'sentir muito', prefiro que seja eu: Sinto muito por todos os envolvidos, baixei.