terça-feira, 3 de agosto de 2010

עברי לידר, o homem que eu amo

Ivri Lider já era um dos cantores mais populares de Israel quando, no meio de uma entrevista em 2002, surpreendeu todo mundo ao falar abertamente do namorado e do orgulho de ser gay. Desde então seu sucesso só aumentou, e por onde passa continua arrastando multidões de fãs que o consideram quase um heroi nacional.

Na trilha do filme The Bubble (Ha-Buah, 2006), Ivri Lider dá uma comovente interpretação para a sombria Song To The Siren de Tim Buckley, e aparece na tela como ele mesmo, interpretando The Man I Love em uma cena do filme.

The Man I Love foi composta pelos irmãos George e Ira Gershwin há 83 anos atrás e é um clássico dos standards americanos gravada por centenas de cantoras. Mas poucos homens têm coragem de cantar a música que fala sobre "o homem que eu amo". Em voz masculina, além da versão do Ivri Lider só conheço a versão do Caetano Veloso do album A Foreign Sound. Ray Charles e Nat King Cole gravaram, mas só no piano, e Tony Bennett mudou a letra para "the girl I love". É preciso muito culhão para cantar The Man I Love.

Ivri Lider está prestes a lançar Fly/Forget, seu primeiro album em inglês. A julgar pelo tom eletrônico hipnótico da música Mike o novo disco já nasce destinado ao sucesso.

Ivri Lider - Mike:




5 comentários:

Daniel disse...

PQP!
Essa é a outra música que estava na minha cabeça por conta dos acontecimentos recentes, até porque o cidadão em questão era big and strong mesmo (1,91m - OI?)

Rodrigo Teixeira disse...

(suspiros)

eu gosto muuuuito.
da música, do cantor e da versão.

[ joe ] disse...

Bacana. Não vou ver o clip pra não estragar a surpresa, que ainda não vi esse filme, mas já tá na minha lista.
Valeu.

[j]

Paulo [ALT] disse...

Cara, suas dicas de música pra mim são incríveis. Já to aqui que nem louco pesquisando esse Ivri Lider. Essa música não é só hipnótica, eh meio.. não sei descrever. Triste, estranha, bonita, não sei. Mexeu comigo. Vou baixar. E ainda preciso ver esse tal de The Bubble que todo mundo fala mas nunca vi.

Grande abraço!

Papai Urso do Interior disse...

E eu q pensava q só o/ Caê Veloso tinha tido a audácia d gravá-la... Preciso escutar esse fofinho urgente... Ah, vc já escutou a versão em espanhol da cubana Omara Portuondo, El Hombre Yo Amé, é simplesmente do c***!!! Já q a canção tem um caráter 'gay', uma vez q foi composta por um homem, se Renato Russo tivesse gravado e incluído no Stonewall Celebration teria ficado melhor q na voz arrastada do Caê, ñ acha?