segunda-feira, 9 de agosto de 2010

O homem de verdade

Quando a gente é jovenzinho imagina que um dia vai encontrar um namorado com corpo de modelo, que transe feito um ator de filme pornô, que tenha o rostinho lindo de astro de Hollywood, e que seja inteligente, carinhoso e gentil . E se souber cozinhar, passar, e falar idiomas - melhor ainda.

Por isso eu acho ótima esta galeria de fotos de homens comuns, fotografados no dia a dia das ruas de Nova York.

Para lembrar que não existe príncipe encantado que chega montado no cavalo branco, mas que é possível encontrar grandes encantos nos homens reais do dia a dia. E que, por mais perfeito que seja seu namorado, ele sempre vai acordar com mau hálito, vai ter mal-humores de vez em quando, pode implicar vez ou outra sem o menor motivo, e invariavelmente vai ganhar uma barriguinha saliente com o passar do tempo. Porque a vida real não é um conto-de-fadas. Felizmente.

8 comentários:

Daniel disse...

É porque ainda não me conheceram. hahahaha!

David ®... disse...

adorei!...e ovulei!

Diego disse...

Eu conhecia esse site mas tinha me esquecido dele. É esperto, afinal, vivemos o Império do Anonimato, não é mesmo? Há qualquer coisa no anônimo que seduz.

Paulo Braccini disse...

Felizmente mesmo ... ainda bem ...

Não conhecia o site ... super up ...

bjux

;-)

Rodrigo Teixeira disse...

"vida real não é um conto-de-fadas. Felizmente"

ótima dica!

boa semana, guri!

Anônimo disse...

Nunca gostei de principes encantados, ao contrário, adoro beijar sapos de Nova York.

Guilherme.

[ joe ] disse...

"adoro beijar sapos de Nova York" hehehehehe muito bom.

Se é pra sonhar, é bom que seja assim, com o que tá mais próximo, que o tombo depois é menor. Mas essa é só minha opinião torta.

Eu também sou assim, gosto dos normais.

[j]

Papai Urso do Interior disse...

Homens comuns são totosos d verdade e o melhor, ñ são fabricados pela mídia! Sem falar q deixam o corpinho natural, peludinhos como eu, barbinha charmosa por fazer, sem aquela coisa fake empurrada pela mídia em comerciais de desodorante ou editoriais d moda q apresentam metrossexuais ridiculamente narcisistas e vazios daquela coisa 'macho man' o q ñ falta aos tipos reais q vemos nas ruas!