sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Goldie Hawn sorriu pra mim

Para quem mora no Rio de Janeiro ou em São Paulo a convivência com celebridades deve ser a coisa mais natural do mundo. Mas para quem é do interior, ver uma celebridade de perto é sempre uma experiência inesquecível.

Há alguns anos atrás eu estava em um restaurante de rua em Viena quando percebi um burburinho das pessoas que passavam. Na mesa ao meu lado, a menos de 1 metro, estavam Goldie Hawn e o maridão Kurt Russell. Quando me dei conta minha respiração se alterou, meu coração disparou, acho que até suei frio. Era como se o todo-poderoso tivesse se materializado ali na minha frente.

Como eu também era turista, estava com a minha máquina fotográfica pronta. Juntei toda a coragem do mundo e pedi permissão para tirar uma foto. Goldie Hawn sorriu pra mim, fez um movimento com a mão pedindo que eu esperasse um momento, tirou um batonzinho da bolsa, retocou os lábios, e fez sinal que estava pronta. Em seguida eles saíram em disparada, que uma pequena multidão já se juntava na entrada.

Sempre que conto esta história ouço um "Goldie o quê?". Enquanto não explico que ela era a recruta Benjamin meus amigos não conseguem entender a razão do meu entusiasmo.

9 comentários:

Daniel disse...

Ela está linda na foto, mas isso aí tem MUITOS anos, não é?

Acho que nem o povo de SP tem essa familiaridade toda com celebridades, pelo menos, não com os globais.

Luciano disse...

Oi, Daniel
Se não me engano foi em 87 ou 88. Ela estava linda sim, mas o corpinho era meio 'murcho'. Pena que hoje em dia ela está com a cara completamente embotocada.
**

Diego disse...

Que delícia!

Paulo Braccini disse...

Uau!!!

"Goldie o que?" ... rs

bjux

;-)

Cássio disse...

É a idade, colega. Hoje eu tive que ler no Twitter um baixinho escrever: "Se não fosse a Britney abrir caminho, nenhuma dessas Lady Gaga teria espaço."

Roberto Camargo disse...

Eu, mesmo morando em SP e sendo ator, até hoje tremo diante de algumas celebridades! Adoro esse frisson...

tommie disse...

Isso que é encontro, registro e história pra se contar! Duro é sair e ver a cara de bunda murcha da Danielle Winits no Leblon.

Luciano disse...

Roberto,
Já o vi duas vezes ao vivo aqui em São José dos Campos e não me canso de vê-lo nos DVDs do Terça Insana e no YouTube. Betina Botox é antológica e impagável. Todas as vezes que chega visita aqui em casa a gente assiste ao DVD do Terça Insana.
Eu acho que tremeria se encontrasse com você na rua.
Abraço,
**

Diego disse...

Mentira que isso foi dito?

"Se não fosse a Britney abrir caminho, nenhuma dessas Lady Gaga teria espaço."

So-co-rrô.