sábado, 25 de junho de 2011

Celebrate good times, come on! (Let's celebrate)


Depois de uma semana de debates acalorados o senado de Nova York aprovou ontem a igualdade no casamento para os casais do mesmo sexo, tornando-se o sexto estado americano a reconhecer o casamento homoafetivo. Faltavam 5 minutos para a meia-noite quando o governador sancionou a lei que entra em vigor em 30 dias. A população celebrou nos bares e nas ruas durante toda a noite.

A vitória em Nova York trouxe uma força enorme ao movimento americano por ser o estado mais populoso onde a união já foi aprovada, e por ter grande influência sobre outros estados menores. Nova York é o terceiro estado americano em população, só ficando atrás da Califórnia e do Texas.

Um dos votos mais emocionantes foi o do senador Mark J. Grisanti, republicano de Buffalo, que lutou contra a igualdade durante muito tempo e não havia revelado seu voto até o último instante. "Desculpo-me com aqueles que se sentem ofendidos, mas eu não posso negar a uma pessoa, um ser humano, um contribuinte, um trabalhador, o povo do meu distrito eleitoral e de todo o estado, o estado de Nova York, e a todos que fazem com que ele seja um grande estado, os mesmos direitos que eu tenho com a minha esposa".

Nova York agora se juntou a Connecticut, Iowa, Massachusetts, New Hampshire e Vermont. O casamento igualitário também é reconhecido no Distrito de Columbia, que sedia a cidade de Washington. Os especialistas foram unânimes em afirmar que a vitória em Nova York transforma todo o debate a nível nacional nos Estados Unidos.

6 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto isso nós aqui temos " A marcha da intolerância",será que nos termos também essa vitória?...Herbert_Itz

RRL disse...

Não concordo, enquanto isso nós aqui temos um Supremo Tribunal que deu um grande passo também! Um passo que vale para o Brasil inteiro. Isso os EUA nem sonha em fazer. Há estados lá que é expressamente PROIBIDO o casamento gay e até mesmo discutir sobre isso. O EUA tem marchas da intolerância muito piores que a nossa.
São os tempos contraditórios em que vivemos. Acho que grandes transformações estão por vir, e não há como impedir. Na história sempre houve forças que tinham medo das mudanças e, por isso, fizeram de tudo para impedir a maré. O que nos cabe é continuar a luta. Momentos paradoxais são sinais de tempos de crises e de rupturas. Mas o progresso é incontrolável, mesmo que ele deixe rastros de destruição, as coisas andam para frente.
A nossa decisão no Supremo Tribunal é uma amostra disso. Eles decidirem por unanimidade foi uma grande surpresa, pois sabemos que entre eles há pelo menos dois católicos praticantes. Mesmo assim, eles sabem que os tempos mudaram e, portanto, não podiam impedir isso.
Eu sou um otimista. Para mim, ao infinito e além. Rsss

Paulo Braccini - Bratz disse...

vivas e mais vivas ao Congresso de NY ...

Cara Comum disse...

Fico feliz por eles lá e desejo ardentemente a mesma sorte pra nós...

Abraços!

Lucas T. disse...

\o/

Papai Urso do Interior disse...

Já teve bem pior e já estivemos mais longe, STF foi divisor de águas na forma como deverão ser pautadas as coisas de agora em diante, fato. Também sou otimista e ainda que de bengalinha e agonizando sei lá em 2055 ou o tempo que esse país tome vergonha, quero tá vivo pra ver mudanças efetivas com uniões em qualquer estado federativo e punições pra homofobia com lei bonitinha e funcinando a todo vapor.