sexta-feira, 24 de junho de 2011

A marcha da intolerância

Foi realizada ontem em São Paulo a Marcha para Jesus organizada pela igreja Renascer em Cristo com apoio de outras denominações evangélicas e que reuniu um público estimado em 1 milhão de pessoas pela Polícia Militar e em 5 milhões pelos organizadores, segundo a Folha de S. Paulo (link para assinantes). O pastor Silas Malafaia aproveitou a marcha para recomendar aos participantes que não votem em políticos que apoiam a união homoafetiva. O senador pastor Marcelo Crivella disse que "não é possível que seis iluminados se julguem capazes de decidir por 200 milhões" em crítica direta ao Supremo Tribunal Federal pela decisão de maio em favor da união estável homoafetiva (embora o Supremo seja composto por onze ministros e não seis). O senador Magno Malta emendou com "O verdadeiro Supremo é Deus". Os líderes criticaram também a recente decisão do SFT em favor da liberdade de expressão em relação às manifestações pela legalização da maconha.


O parágrafo anterior é um resumo da notícia publicada na Folha de S. Paulo e em outros veículos de comunicação. Você também notou algo de estranho? Pois a primeira coisa que me veio à mente foi a estranheza que de uma pretensa Marcha para Jesus só saiam declarações de intolerância, homofobia, obscurantismo, atraso e ignorância. Que Jesus é este, do qual estas denominações religiosas se apossaram, que prega o ódio, o desamor, e a intolerância? Não seria esperado que de uma Marcha para Jesus saíssem, ao contrário, mensagens de paz para o mundo, de convivência harmoniosa com a diversidade, de tolerância, de solidariedade, e sobretudo de amor ao próximo? 



13 comentários:

Gus disse...

Também achei isso, se isso é quem está do lado de jesus, Pohan, imagine como são os que idolatram satanás! Mas nem todos estão perdidos, leu os últimos parágrafos da matéria sobre a marcha no IG?

"A reportagem do iG abordou um grupo de oito jovens que veio de Cidade Adhemar para a marcha e perguntou quais as opiniões deles sobre direitos homossexuais, homofobia, aborto e legalização da maconha. Com visual moderno, estilo emo, todos disseram ser contra a união civil de pessoas do mesmo sexo, aborto e legalização das drogas e defenderam os pastores que consideram o homossexualismo uma prática pecaminosa.

"Quem defende o homossexualismo e a maconha está aqui a serviço de Satanás", disse o auxiliar de informática Natanael da Silva Santos, de 19 anos, que foi à marcha usando calça apertada, cinto de taxinhas e a tradicional franja emo. Enquanto a reportagem entrevistava os jovens, a aposentada Jovelina das Cruzes, de 68 anos, ouviu a conversa e fez uma intervenção. "Vocês estão falando sobre o que não conhecem. Meu sobrinho é gay e é um rapaz maravilhoso. Ótimo filho, muito educado, muito honesto e estudioso. Já o meu filho é machão e vive batendo na esposa, não respeita ninguém, não para no emprego."

Quando Jovelina virava as costas para continuar a marcha Natanael, que não se deu por vencido, fez uma observação. "Cuidado, tia. Se o pastor escuta a senhora falando uma coisa dessas ele não deixa mais a senhora entrar na igreja". E Jovelina respondeu. "Igreja é o que não falta por aí. Se me impedirem de ir em uma, vou em outra. Não tem problema."

Paulo Braccini - Bratz disse...

a história é cíclica amigo ... estamos na Idade Média II mas o Renascimento II não tarda ...

Anônimo disse...

Moro na zona norte, há algumas quadras do evento. Por volta de meio-dia fui ao supermercado(Pão de açucar, o único aberto no feriado) que era praticamente colado no evento.Uma cena me chocou:
Enquanto todos estavam lá felizes pulando em cristo, fazendo fila para comprarem seus lanchinhos e etc..., todos eles passavam por um mendigo que agonizava no calçada. E nenhuma alma santa foi capaz de dar comida, água, ajudar ou qqer coisa que o valha. Pena que não sai de casa com o cel (fiquei com medo de ser furtado no meio da aglomeração) para registrar esse antagonismo. Tudo isso na porta do supermercado.

marcos guinoza disse...

Luciano...
escrevi sobre essa marcha lá no meu blog, e repito: a diferença entre a Marcha para Jesus e a Parada do Orgulho Gay, que acontece na mesma semana, é que quem goza é sempre mais feliz que quem patrulha. Então, vamos gozar mais, rapaziada!
Abs.

Anônimo disse...

Interessante essa reportagem do IG que o Gus apresentou.

Quer dizer que nem todos que acompanham essa marcha se permitirão ser utilizados como massa de manobra por esses canalhas que a lideram. Eles possuem senso crítico. Existe uma luz no fim do túnel.

Detalhe: Os jovens estão cegos e a senhora foi luminosa.

ALELUIA, IRMÃOS!

Anônimo disse...

Imgina esse povo todo dando dinheiro para essas igrejas caras de pau, e os lideres nadando em dinheiro, sinceramente é melhor o mundo acabar mesmo, já estamos em processo de mundanças tem tempo, essas igrejas são verdadeiras lavagens cerebrais na cabeça deste povo, pior é que é um povo fácil de manipular, foi assim com Hitler na Alemanha falida, nossa um PERIGO!!!!

Cara Comum disse...

Olho essa notícia e fico pensando: a Cleycianne estava lá... huahuahuahau

E nessas atitudes, esse povo hipócrita mostra a que veio, né??

Jesus? Eles devem achar que se trata do guaraná do maranhão...

Abraços!!

Marcus disse...

Fé cega + ignorancia = igual a fundamentalismo religioso ! Para essa gente na verdade o importante é seguir o que diz o Pastor, dá igual que seja certo o errado, se o Pastor diz que sim, pois entao é certo !!! É um problema grave, pq os Pastores evangélicos já estao infiltrados no poder legislativo e promovendo estragos no laicismo brasileiro. Me lembro de um filme com Steve Martin nos anos 80' com título em Português : Fé demais, Não cheira bem ! e era uma interessante analogia às Igrejas Pentecostais americanas.

Saludos desde Tenerife

p disse...

Tá no grau da perseguição dos nazistas contra judeus. Sim última coisa que fizeram foi pregar os preceitos reais de JC! Essas pessoas me abominam e a recíproca é totalmente verdeira, tomei nojo até do jeito de falar dos colegas de trabalho evangélicos, suas visões de mindo estapafúrdias, suas roupas e cortes de cabelo ridículos (tanto homens como mulheres), aqueles papinhos de vitória, unção, tudo falsidade e hipocrisia, querem mesmo é governar o mundo, acabar com meios e comunicação, impor censura em todos segmentos, e até mesmo eleger um presidente (já não duvido de mais nada se Marina "Chata" Silva não for a próxima)... Disse e repito, onde falta educação, abunda a religião no que ela tem de mais nocivo que é esse obscurantismo violento e em cadeia, viralizou de tal forma que dá medo mesmo. Eles não temem nem cadeia, vão desrespeitando juízes, jornalistas, qualquer cidadão que diga "não" pra esses absurdos que saem daquelas bocas imundas e indignas vira alvo de pregação irracional.

Diego Rebouças disse...

É um bom ponto esse, o que você levanta. Parece até um cavalo de Tróia, reparou? Olhando o discurso por fora, há "Deus" e há "Jesus"; mas olhando por dentro há ódio e intolerância.

Anônimo disse...

engraçado crivella acho errado pessoas estudadas decidirem sobre leis e coloca um monte de pastor ignorante para gerenciar a vida e escolhas individuais das pessoas.

Lucas T. disse...

NOJO dessa gente.

Gisele Corrrea disse...

Como a propria notificação diz ao escrever um comentario aqui: "Comentários com palavras ofensivas não serão aceitos." A maior parte deveria ser excluida.
É lamentável ver tanta gente Ignorante no mesmo lugar. A propria biblia diz em Lv. 18.22 - Rm. 1.24,27 a abominação à Homossexulaidade - então antes de falarem bobeiras leiam, e para quem não acredita no que a palavra diz, também não acredita em Deus e em nosso unico Senhor, Jesus Cristo. Mas nunca é tarde para crer, nós que marchamos ou não, mas que vivemos sobre a proteção de um deus maior não nos abatemos com tantas ofensas. Aos olhos de muitos podemos ser caretas, porém conhecemos a verdade e o real valor da vida. Fiquem com Deus ;)