segunda-feira, 13 de junho de 2011

O seu amor você inventa

Eu acho super legal que exista um Dia dos Namorados para os casais comemorarem o fato de estarem juntos. Mas acho uma tristeza o drama em que muita gente transforma a data pelo simples fato de estar só. Se estas pessoas não gostam da própria companhia, como esperam encontrar alguém que goste?

Também me irrito um pouco com a infantilidade das reportagens e artigos que inundam as publicações nesta época, que tratam os leitores como adolescentes bobinhos vivendo em uma eterna comédia romântica açucarada.

Uma das reportagens que eu gostei bastante foi esta, que põe os pingos nos i's em relação ao amor e à paixão. Se você quer um relacionamento avassalador que dê calafrios e o faça suar gelado toda vez que o amado se aproxima então você precisa procurar um médico.

A maioria das reportagens reforça as convenções hétero-cristãs de relacionamentos idealizados que só conseguem se manter com um alto grau de hipocrisia e uma dose de renúncia quase bíblica. A realidade é bem menos açucarada, nem por isso menos interessante. Não há fórmulas. Não há regras. O seu amor você inventa.

Se o meu bem recebesse uma cantada do gostosão da academia eu não sentiria ciúmes. Sentiria inveja, que é algo bem diferente. É algo assim que eu chamo de deixar de lado a hipocrisia.

(a foto que ilusta esta postagem eu roubei do Ciello, que me fez uma homenagem linda ontem)

12 comentários:

CIELLO disse...

reportagem perfeita... enquanto eu não encontro o meu Bem e tampouco o gostosão da academia... eu vou vivendo o dia dos namorados namorando o caso alheio e descrevendo em palavras sentimentos diversos!

Beijo especial para vc meu querido e lindo Luciano de tantas novidades.. ...e faça inveja o Mr.Ed com essa declaração! hahahahaha..

marcos guinoza disse...

Luciano...
o Nelson Rodrigues dizia que todo relacionamento/casamento, para funcionar, tem uma "vítima obrigatória". Não generalizo. Mas cada vez mais concordo com ele.
abs.

Papai Urso do Interior disse...

"o nosso amor a gente inventa pra se distrair e quando acaba a gente pensa que ele nun ca exisitiu" (Cazuza, 1987). Perfeito seu texto as ever, pra variar. Sinto às vezes uma pressão de que realções gays tem de ser uma fotocópia negativa de relações hetero, aí não concordo. Tambem partilho do fato de que ciume pode ser invejinha branca sem problemas. Tô sozinho no momento e não dou a mínima p/ materiazinhas furrecas e visões da Patrícia Poeta no Cansástico, a eterna repetição da vida...

Diego disse...

"Se estas pessoas não gostam da própria companhia, como esperam encontrar alguém que goste?"

Acho que é um bom ponto.

Cedric disse...

Acho que sempre namorei porque sempre soube inventar o "nosso amor"! Depois de mais de uma década de relacionamento, terminei para reinventar com o meu novo amor da minha vida! Sim, porque depois de muito tempo junto com alguém, você acaba aparando arestas na sua vida para que o próximo relacionamento dê certo! Há um ano estou junto de novo com meu novo amor, e nossa relação tem dado mais que certo pelo fato de fugirmos desse padrão hétero-cristão que a maioria das pessoas tenta copiar e sentem-se frustradas por não dar certo! Gente, acorda!!! Deixe a hipocrizia para os imbecis!!!

Thiago Lasco (Introspective) disse...

Bem, como nunca amei nem fui amado, nem namorei, não me sinto na condição de opinar. Mas, intuitivamente, sempre procurei fugir de fórmulas prontas. Acho que se um dia a vida me trouxer alguém, vamos inventar algo nosso, a quatro mãos.

CriCo disse...

Meu lado pisciano adora inventar amores, ate mesmo quando eles não existem... "adoro um amor inventado" kkkkk :D

Anônimo disse...

Este é o segundo ou terceiro post que você faz sobre tratar "sem hipocrisia" os relacionamentos. Sempre acho seguro e realista.
Muito bom!
Guilherme

Rodrigo disse...

Belo texto, como sempre, guri

Cara Comum disse...

Concordo contigo em gênero, número e degrau!! huahuahua

Essa ideia romântica e fantasiosa que não existe, esse desespero por alguém que nos salve de nós mesmos, essa pressão da mídia pra vc viver um conto de fadas... Não tenho paciência pra nada disto...

Abraços!!!

Thiago disse...

Penso de igual maneira. Me dá um desespero quando eu ando na rua e vejo que 99% das pessoas vivem do clichê, das convenções e da hipocrisia. Fico feliz que existam solteiros que não morrem no dia dos namorados!

Marcus disse...

HOla Guapo !

A verdade é o pilar mais forte de uma relaçao. A hipocrisia , felizmente não tem como encaixar ! mas também é preciso "tener huevos!" para bancar uma situaçao assim ! Eu, particularmente prefiro !
No mais, estar só também tem suas vantagens !
Saludos desde Tenerife !