quarta-feira, 8 de junho de 2011

PDC-224

A expressão PDC-224 significa alguma coisa para você? Se você ainda não ouviu falar nela, então é melhor abrir os olhos porque se você continuar aí parado pode ser que em pouco tempo você seja até proibido de sair na rua em nome da decência. Porque segundo os parlamentares que governam este país, pessoas como você e eu são uma aberração da natureza que não devem ter direitos, ou sequer existir.

O PDC-224 é o projeto de lei para o qual os parlamentares solicitaram agilização na aprovação, e que susta a interpretação dada pelo Supremo Tribunal Federal pelo reconhecimento das uniões homoafetivas. A íntegra do texto do projeto pode ser lida aqui, e mais notícias estão aqui no site oficial da Câmara dos Deputados.

A propósito, PDC não é putos-do-caralho. É projeto de decreto legislativo. Putos-do-caralho são os autores.

16 comentários:

Fabricio disse...

E todos são contra a homofobia!!!!
KKKKKKKKKKKKKKKKK

Abs
PS - Por favor o aeroporto mais próximo.

Flávio Silva disse...

Acho que as pessoas estão esquecendo q o último q pensava desta forma preconceituosa acabou mobilizando uma nação e matando mais de 6 mi de pessoas.
Rezo pela liberdade ainda q tardia...!!!

Paulo Braccini - Bratz disse...

Querido só rindo mesmo destes ordinários ... só rindo mesmo ...

Don Diego disse...

Vem cá, nada nessa porra de país é decidido e fica incontestavelmente decidido?

Tudo pode ser questionado e decisões como essa do STF podem ser canceladas?

Não tô acreditando nisso.

Não tem nada q a gente possa fazer de mais efetivo pra impedir esse avanço evangélico?

Daniel disse...

Oi? Alguém avisa que os poderes são independentes? O Legislativo não pode "anular" uma decisão do STF. E uma decisão fundamentada nas garantias individuais e nos princípios norteadores da contituição então, nem em sonho.

"Perca" de tempo.

Anônimo disse...

Esqueceram de avisar pra eles que, em matéria de direitos fundamentais, não pode haver retrocesso!

Daniel disse...

Meu Deus!
Agora que eu li o projeto. É uma excrecência jurídica sem fundamento algum. Na remotíssima hipótese de ser aprovada, geraria uma grave crise institucional botando o Judiciário e o Legislativo em pé de guerra. Algum nobre deputado/senador sem o rabo preso tá a fim de pagar pra ver onde isso vai dar?

A última palavra é do STF e ponto final. vivam com isso.

Dino Costa disse...

Por isso que a gente tem de se organizar e:

-apoiar/promover religiões que são menos radicais (não importa se você é ateu/ a maioria das pessoas precisa de religião e se não houver uma decente, eles vão ser fisgados pelas indecentes mesmo, e quem é afetado com isso é você);
-pensar em meios de se combater a intolerância religiosa em comunidades pobres e de classe média baixa.
-falar para aquele amigo seu que é gay e frequenta igreja evangélica para criar vergona na cara e parar de financiar quem o odeia.

TONY GOES disse...

O mais nojento é que canalhas como o Garotinho nem devem ser homofóbicos para valer na vida real, só nos usam como bucha de canhão para seduzir seus eleitorados ignorantes.

Eles devem saber muito bem que esse decreto não tem como reverter a decisão do STF, ou que Dilma o vetaria. Mas querem fazer o maior barulho possível.

Ainda bem que o tempo e as novelas da Globo estão a nosso favor.

E o kit anti-homofobia foi jogado no lixo a troco de nada...

Papai Urso do Interior disse...

Quem pensou que iam se contentar com um reles veto de kit anti-homofobia, hein?! Eu já sabia que não iam deixar barato decisão do STF, detalhe: não é bancada católica moralista que causa esse estardalhaço todo não, é bancada evangélica, mizifios! Católico não faz nem cosquinha perto desses desalmados que se intitulam Povo de Deus. Odeio todos os protestantes, já nem procuro mais ser polido ou didático ao me referir a essa escória que usa nome divino p/ justificar a propria intolerancia, tô ficando meio nazista em relação a eles, simplesmente abomino! Ai de crente que cruzar meu caminho com pregação ou vendendo livrinho ou cd de louvor amanhã ou depois, mando um cruzado de direita nas fuças do primeiro. Pior: ninguem em Brasilia faz porra nenhuma, de que adianta gay votar de 4 em 4 anos e passar esse intervalo alienado de tudo que esses perebas fazem por lá? Sinceramente, tô fulo.

Papai Urso do Interior disse...

Em meio ao turbilhão de coisa ruim, esqueci de dizer que o segundo beijo entre homens da TV brazuca vai ao ar pelo SBT em julho com polemica chamada de advertencia (que ao invés de afugentar audiencia, vai funcionar como chamariz, uoba!), afinal SBT faz marketing na mesma escola de Madonna e Lady Gaga, thanx God 4 it! rsrsrs. Chupa essa manga, Globo! Meu c* com diarreia pra todos diretores e atores enrustidos dessa fétida e conservadora emissora! Lui Mendes e Carlos Thiré vão repetir o script de Giselle Tigre e Luciana Vendramini, muito digno, se Globo não nos quer beijando e sendo feliz, tem quem queira, ora bolas! huahahahahaha.

Fabricio disse...

Boa noite, Luciano
Meu nome é Fabricio tenho 36 anos e moro no int de sp. Gosto muito deste BLOG e tudo o que vc escreve aqui, pra mim é pertinente e inteligente. E como vc já deve ter percebido as vezes coloco minhas opiniões nele (até qdo vc deixar). As vezes eu possa parecer um pouco áspero e ácido com os meus comments, mas realmente eu me preocupo com a situação LGBT. Não entraria em seu BLOG para bancar o TROLL, não faço isso. Me preocupa a falta de mobilização social, política dos gays. Quando eu coloco algum comentário aqui, simplesmente é para manifestar minha indignação com toda essa situação. Eu penso que se vivemos em uma Democracia, devemos exerce-la, fazer parte dela, plenamente, e não qdo nosso modo de vida e preferências e bla bla bla são questionados. Esses fundamentalistas religiosos, estão fazendo o papel deles. Papel que no decorrer da história eles sempre fizeram(agressão, difamação, calúnias, genocídios, assassinatos e etc.) Quando em alguns comments passados, eu propus nos unir-mos, não é pra entrar em guerra ou coisa parecida, sim para nos defendermos Democraticamente destes. E penso que um bom modo seria, elegendo pessoas, não para nos dar privilégios e sim para que sejamos representados como cidadãos. Não de segunda categoria como essa quadrilha quer fazer. Quando critico a ABGLT ou a Parada é porque se eles podem organizar uma multidão de 03 milhões, penso que deveriam ir mais além. Mais uma vez obrigado pelo espaço.

Carlos disse...

Esse projeto deve ser desaparecer mesmo. Lá no site da camara, diz que a proposição foi devolvida pelo presidente da Câmara. O art. 137, § 1º, inciso II, alínea "b", do RICD, quer dizer "evidentemente inconstitucional". Mas o deputado ainda tem um prazo de 5 sessões pra recorrer e o povo evangélico é muito militante. Segundo o Malafaia, no dia da discussão na Comissão de DH do senado, os cristãos congestionaram as linhas do senado para pedir que o PL122 fosse rejeitado. No site do Malafaia, ele dá o kit prontinho pro fiel com os emails dos senadores, a mensagem a ser enviada, os números dos telefones. Isso é demonstração de poder político. Será que a gente conseguiria fazer o mesmo?

Abraço.

Red disse...

Tony, decretos legislativos não passam pelo veto do presidente.
mas isso é manifestamente inconstitucional, chega a ser risível. qquer deputado pode entrar com mandado de segurança para, adivinhe, o próprio STF decidir a constitucionalidade. é apenas uma atitude de desespero.

Cara Comum disse...

Tô puto mesmo!!

Cara Comum disse...

Projeto motherfucker!! Tô com tanta raiva que nem consigo articular o raciocínio... Mas muita gente acima já o fez por mim.