quinta-feira, 23 de junho de 2011

Eva Cassidy



Foi nesta cena do seriado Smallville, mostrada no final da primeira temporada há dez anos atrás, que eu ouvi Eva Cassidy pela primeira vez. Eu me lembro que fiquei muito tocado pela beleza da cena e principalmente pela interpretação tocante de Time After Time, originalmente escrita pela Cyndi Lauper.

Eva Cassidy era uma garota linda de Washington que se apresentava em clubes e pequenos concertos da região. Depois de sentir uma forte dor nos quadris durante um show, Eva Cassidy descobriu que estava com câncer já em fase terminal, vindo a falecer três meses depois, em 1996, aos 33 anos de idade.

Depois de sua morte a família se ocupou de resgatar suas gravações, que foram sendo lançadas aos poucos e acabaram atingindo um sucesso repentino, começando pela Inglaterra, onde a gravação de Over The Rainbow fez a música retornar à parada. O sucesso foi impulsionado pelo endosso de Sting, que declarou ter chorado quando ouviu sua música Fields of Gold na voz de Eva.

É impossível não ser tocado de alguma forma pela voz doce e melodiosa de Eva Cassidy. Eu sempre paro o que estou fazendo para ouví-la melhor. E é triste saber que ela não chegou a ver o próprio sucesso. Morreu antes mesmo que seu primeiro disco tivesse sido lançado. Hoje é possível até mesmo ouví-la em duetos montados postumamente, como na belíssima versão de What A Wonderful World em dueto com Katie Melua. Michael Bolton também montou um dueto póstumo com Eva Cassidy para Fields of Gold, incluído em seu album Gems: The Duets Collection lançado esta semana.


Eva Cassidy - Fields of Gold:


Eva Cassidy - Yesterday:


Eva Cassidy - What A Wonderful World (feat. Katie Melua):

15 comentários:

Anônimo disse...

Luciano,
Que maravilha esse presente de feriado, so alguem maravilhoso como você, acho meio que impossivel não sentir saudades de alguem, ou até mesmo de os mesmos ouvindo Eva Cassidy,um abraço grande;
Herbert_Itz

Luciano disse...

@Herbert_Itz:
É mesmo incrível a doçura que Eva Cassidy tem na voz. Já me fez chorar algumas vezes.

Anônimo disse...

Luciano,
A ultima vez que chorei foi hoje quando digitava o comentário anterior,tanto que era para sair assim;....sentir saudades de alguém ou até mesmo de nós mesmo...
Herbert_Itz

Paulo Braccini - Bratz disse...

Eva é o máximo ... adooooro ... fantástica ...

Anônimo disse...

Realmente muito suave gostei, epna ter morrido tão cedo, não conhecia, agora musica triste é quando o pai do Clark morre a cena do enterro no meio de uma neve caindo, nossa aquela cena até hoje me dá arrepios, e no final o clark abraça a mãe e um video do pai dele passando na TV imagens de família e ele com o relógio do pai, nossa esta cena é linda e muito, mas muito emocionante.

Papai Urso do Interior disse...

Impressionante, além de Smallville acho que tem música dela no Cold Case (Arquivo Morto, no Brasil), série que mistura dramas policiais com músicas de várias décadas, sou superfã. É uma sacanagem alguem morrer aos 33.

Pedro Bitencourt disse...

A voz dela é linda!Já escutei algumas vezes... minha figurinha curte ela!!

:]

Cara Comum disse...

Luciano, eu fico espantado com o "arsenal" que vc apresenta aqui no seu blog!!! Só coisa muito boa mesmo!! *_*

Valeu pela ótima dica!!

leo disse...

Nossa, amo ela, mais não sabia que ela tinha morrido, e muito menos dessa história.

Anônimo disse...

nossa que emocionante, eu vi varias montagens com os personagens julinho/osmar da ti ti ti com a musica true colors cantada por ela, achei lindo demais! mas nao sabia nada sobre a artista.obrigado
http://youtu.be/JoV38nXUlig ( esse é um dos muitos!!!)

Anônimo disse...

luciano assiste o video e me da um retorno, é demais né?

Anônimo disse...

http://youtu.be/5E8DzQ7yci8 ( esse esta completo)

Luciano disse...

@Anônimo:
A história de Julinho e Osmar foi linda mesmo. Na época me emocionei. Eu até achava que tinha que virar minissérie. Assistir à novela só por causa deles.

Lucas T. disse...

Que linda a voz dela. Não conhecia.

Marco disse...

Toda vez que ouvia a True Colors da Bozena em TITITI imaginava Eva se revirando no túmulo de desgosto.